segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Ressaca de NOVO ANO

Hoje é dia 31 de Dezembro de 2012... afinal o que significa a passagem de ano? E porque razão o comemoramos? 

Um novo ano!!! É tudo mentira... novo apenas no número, no tempo, no calendário. Na essência, as vidas permanecem as mesmas, os problemas não desaparecem com um gole ou dois numa garrafa de vodka, ou numa fantástica bebedeira de estranhas misturas, porque o tempo é de crise, e não há euros suficientes para gastar em bebidas verdadeiras.
Criamos ilusões, fazemos promessas que provavelmente não iremos cumprir, pelo menos grande parte delas, que desaparecem logo da nossa ideia, mal o ano acabe e a dor de cabeça do excesso de álcool comece. 
Este ano mais do que nunca... iremos precisar de nos agarrar aqueles que fazem realmente parte da nossa vida, e não me refiro às 200 personagens que temos como "amigos" nas redes sociais, mas sim a todos aqueles que fazem realmente parte da nossa vida e que estão sempre presentes, mesmo quando não estão.
... o futuro é uma incerteza cada vez mais evidente, para a qual não temos  fórmulas secretas nem cueca azul  que o possa controlar.
Este ano mais do que nunca... terá que ser vivido um dia de cada vez, sem pensar ou esperar muito,  porque por mais que se deseje, o amanhã, é sempre o amanhã e nunca se sabe como o amanhã irá acordar... 

A Tarolaga Catirolas prevê uma enorme ressaca provocada pelas troikadas da noite anterior.
Imagem: Internet

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Reflexão sobre a febre dos saldos

Hoje é a última sexta-feira de 2012. Coincidência ou não, é também o primeiro dia da época oficial dos saldos de Inverno... não posso deixar de me questionar sobre algo que vivenciei ontem à tarde, quando estupidamente tive que me deslocar a um centro comercial! 
Se cortaram os ordenados, se há tanta gente em dificuldades, sem dinheiro para pagar as contas, tanta "alminha" a passar fome; se este ano, foi aquele ano em que a minha profissão extra de voluntária, se fez notar mais do que nunca, com peditórios e campanhas quase mensalmente... então o que fazia aquele magote de gente aos atropelos, nas Zaras, calzedónias, e outras marcas mais ou menos espalhadas pelo país, do género cogumelos reprodutores? 
A comprar algo que realmente faz falta? Ou apenas....pelo vicio enraizado de consumir algo, que, a um nível "psicológico" estará a um preço mais acessível do que habitualmente, mas que se aprofundarmos bem a questão, talvez não seja assim tanto uma vantagem económica, pois para além do tempo e da paciência despendida nessas lojas, acabam por gastar mais, do que provavelmente planearam, abalando o orçamento familiar,  onde esse gasto supérfluo  " mas aparentemente  vantajoso", significará apenas, menos dinheiro no final do mês para comer... e há tanta gente a passar fome.
Imagem: Internet

domingo, 23 de dezembro de 2012

O presépio a árvore e a Catirolas - Feliz Natal

Agora que sobrevivemos a mais um fim do mundo, já podemos dizer que é quase Natal... Pelo menos temos...

 o presépio (Pipo)

E a árvore de Natal (Kikinha)

Agora só falta ficar à espera das prendas no sapatinho.
Feliz Natal


terça-feira, 18 de dezembro de 2012

A essência de Natal cheira a rabanadas

O Natal está à porta... mas afinal o que é o Natal?
É essencialmente todos aqueles momentos que se se conseguem partilhar em família ainda que isso seja sinónimo de confusão, ainda que isso implique quebrar rotinas, ou percorrer algumas distâncias fora do habitual, é poder matar saudades das conversas banais; tentar compensar todos os outros nossos dias de ausência, em abraços e apalpões reconfortantes, do pai, da cunhada, da tia, dos miúdos e até da avó que acha sempre que estamos sempre muito magrinhos, apesar da balança dizer o contrário; é poder comer doces e "porcarias", com a ideia de que ainda falta uma semana para começar a primeira dieta do ano... e no fim...concretizar o desejo de receber aquele par de meias, que está novamente na moda, ainda que as últimas tenham sido umas, com uns desenhos de bonecos de neve, demasiado infantis e ridículas para a nossa idade.
Mas há quem não entenda e quem não dê valor, o que é uma pena, pois são estes momentos que partilhamos com pessoas, não com os objectos, que trocamos e passamos horas em filas, nos centros comerciais, para comprar, que tornam cada dia um dia melhor para se viver. 
E não há no mundo prenda de Natal que supere isso.



quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Deixem o "Fim do Mundo", ficar no fim do mundo.


Afinal o que é o fim do mundo que tanto falam por aí, neste dia que apenas tem de especial, uma data engraçada...? 

Numa versão cientifica: Não é mais que aquilo que diariamente fazemos, de uma forma mais ou menos inconsciente, e que aos poucos vai destruindo os recursos que nos permitem habitar e viver no planeta terra.

Numa versão consumista: Não é mais do que um dia de atropelos num centro comercial, à procura daquela promoção fantástica. 

Numa versão futebolista: É o estado actual do Sporting....

Para os Mestres astrólogos da espécie "Professor Karamba": É mais um dia para cortar pescoços de galinha e para reatar "clientes", com as suas aptidões de bruxo e doutoramento em especialidades do oculto; clientes, que ultimamente se tinham virado mais para as previsões do Professor Marcelo Rebelo de Sousa, ao Domingo à noite.  

Na perspectiva do funcionário público: É ver numa linha do recibo do vencimento, o valor do subsídio de Natal deste ano, e noutra linha mais abaixo, ver o mesmo valor com um menos atrás.

... tudo tem um fim, seja hoje,amanhã ou depois... isso é certo! Por isso o melhor que temos a fazer é viver, enquanto podemos, e deixar o "Fim do Mundo", ficar no fim do mundo...

.... no mesmo lugar onde fica o fim do arco-íris e o pote de ouro! 
No imaginário humano.


Imagem: Internet








segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Os laços da amizade

Este foi mais um daqueles fins de semana, em que os laços saíram reforçados, e não me estou a referir, aos laços que adornam as prendas. 

Por vezes, estamos tão empenhados no nosso pequeno mundo, que nos esquecemos de como os amigos são importantes para nós; e por mais que a distância  nos separe, e os meios tecnológicos nos criem a ilusão de proximidade, temos a certeza, que não queremos removê-los do nosso coração. 
Por isso, não adianta arranjarmos desculpas para aquilo que não queremos fazer. 
Está na genuinidade que nos acompanha, ano após ano, nesse avançar do tempo que não passa, em todo esse carinho e união, experiências sentidas e vividas, que permanece no nosso espírito de criança, e que vai alimentando e mantendo viva essa amizade, cuja duração não tem prazo, nem limite, porque cada reencontro é apenas mais um novo começo, onde a única certeza são certamente: Os bons momentos, muita confusão e uma boa dose de gargalhadas!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Politiquismo de terceiro mundo

Pois é, depois de um dia ou dois a meditar sobre o assunto, finalmente percebi qual a verdadeira razão da deslocação da "excursão" do Governo a Cabo-Verde; 
Nada como um país que teve tanto tempo sobre o governo de outros, para ajudar os dirigentes portugueses, na tarefa "aparentemente" fácil de baixar as calças, agora já sem buracos no cinto suficientes para as segurar, perante o fundo monetário internacional. 
É verdadeiramente triste saber que estamos a ser governados por gente, que não defende a 100% os direitos dos portugueses. Claro que no mínimo, e como bom exemplo de país cumpridor deveríamos ter as mesmas condições que foram dadas à Grécia. Mas não. 
No "circo Europeu", já todos perceberam qual é o papel de Portugal. 
Não não é o de palhaço, e sim de homem bala: Coloca-se em posição, alguém dispara, caí algures no meio do palco, levantar-se, e logo a seguir está novamente pronto para voltar a levar com o canhão.


Vídeo: Youtube, é um bocado secante, mas se quiserem ver estão à vontade

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

O passeio a Mindelo

Este fim-de-semana quando por momentos vi o Governo e toda a sua comitiva de luxo, Passos Coelho, Paulo Portas, Álvaro Santos Pereira, e por aí fora, a passearem-se alegre e descontraidamente pelas ruas de Mindelo, pensei: "Afinal ainda há esperança", finalmente resolveram deixar de se de esconder por detrás dos guarda-costas ou de fugir pelas portas do fundo e avançar de encontro à população que os elegeu, vendo e ouvindo as suas criticas, sem medo de levar com um tomate na cabeça!
Mas eis que logo a seguir se fez luz na minha cabeça. ingénua de Catirolas. 
Afinal eles não estavam em Mindelo, Vila do Conde, Portugal e sim em Mindelo de Cabo-Verde. 
Logo, não havia que ter medo, não havia população furiosa para enfrentar. Ali, eles eram apenas mais uma manada de "brancos" importantes, a passearem-se numa terra de "pretos".

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Fazer o bem sem olhar a quem.

Este foi mais um fim-de-semana de recolha de alimentos para o Banco Alimentar Contra a Fome. Para mim foi mais uma manhã de Domingo fria de temperatura, mas quente de coração e de vontade.
Das opiniões que me fui dando conta, aqui e ali, fico feliz por saber que apesar do frio, das dificuldades e das aragens negativistas, ainda assim, as pessoas contribuíram massivamente. 
Todos sabemos que num processo que envolve pessoas, acontecem injustiças. Certamente que existem alimentos aqui e ali, que acabam por parar nas casas de algumas pessoas que provavelmente não precisariam tanto, como outras, mas não podemos usar isso como pretexto para não ajudar, aqueles que realmente necessitam dessa ajuda, e é essa causa que devemos interiorizar, não as palavras que alguém disse, num momento infeliz, ou a repartição menos conseguida dos alimentos. 
....é apenas fazer o bem, sem olhar a quem!

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

A estação do frio

Não sei se é do tempo, ou dos tempos, mas a um mês do Natal, não estou a conseguir interiorizar o espírito e o brilho característico desta época, a única imagem que consigo contemplar, são os rostos das pessoas que todos os dias me "batem" à porta a pedir qualquer coisa, rostos que se fecham quando lhe perguntamos o que fazem e nos dizem que estão sem fazer nada, gente com tanta energia e potencial lutando por dias melhores.
Não sei porquê, mas por estes dias não foi apenas o frio que se apoderou do meu coração, prevejo ainda uma frente polar de nostalgia a caminho, só espero que o anticiclone da amizade apareça e me salve, um pouco antes da chegada do Natal, com os seus abraços quentinhos. 

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Gut gemacht, wir sind stolz auf Sie, mögen die anderen von Ihnen lernen!

Portugal passou em mais um exame da Troika, mais precisamente no 6º exame. Não sei muito bem que grau, ou que equivalência isso lhe dará no "Acordo de Bolonha", mas antevejo um futuro Doutoramento em economia interna ruinosa, com a ajuda do especialista português, Miguel Relvas. 
De todos os discursos que ouvi ontem sobre a "felicidade" desta noticia, existem dois que largamente se destacaram: 
As palavras melosas e pouco convincentes do Ministro das Finanças, que continua a tentar convencer "os portugueses" que estamos no bom caminho, apesar de o caminho ser um monte de pedras com buracos,  onde o aumento da miséria e do desemprego são o que de mais concreto e real, existe no momento. 
E
O silêncio dos Governantes Madeirenses, pois a entrada deste dinheirinho servirá para continuar a pagar as "pensões vitalícias", desta espécie rara e à parte dos "bichos" continentais. 1 milhão e 500 mil euros, surpreendentemente aprovados e contemplados no Orçamento de Estado do próximo ano, pela maioria parlamentar do continente, que reconhece assim o seu estatuto de raridade e lhe atribuí interesse nacional de espécie em vias de extinção  Só pode ser isso!  

Com tudo isto só me resta tentar adivinhar, "tipo professor Kamandu", se é que existe, o que terá pensado a Alemanha  deste resultado:
Gut gemacht, wir sind stolz auf Sie, mögen die anderen von Ihnen lernen!
Tradução: Bravo, estamos orgulhosos de vós e esperamos que os outros aprendam convosco!

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Os limites da alimentação

Desde há muito que a comida, não é apenas uma forma de sobrevivência humana, mas também é uma identidade e uma cultura, que nos distingue e nos integra em sociedade... e uma rentável fonte de receitas.
De qualquer forma penso que apesar de ser uma necessidade primária do ser humano, muito se desculpa e muito pouco se faz, para dar aos animais de criação, um pouco de dignidade e de respeito, na sua curta vida até ao nosso prato.
Já todos conhecem a história do Foie Gras,* e do que é feito aos patos ou gansos para produzirem o tal patê de fígado que custa uma fortuna, pois bem, agora parece que existe na China um produtor de porcos que os "obriga" diariamente a saltarem de uma plataforma para um charco, para melhorar o sabor da carne e assim vende-la 3 vezes mais cara. 
Um ritual diário que não tem nada a ver com sobrevivência humana, mas sim com a satisfação dos desejos da gula de uns e os bolsos de outros. 
Será que haveria realmente necessidade?













*O foie gras é o orgão doente dum ganso ou dum pato, engordado de maneira forçada, várias vezes por dia, com um tubo de metal de 20 a 30 centímetros enfiado na garganta até o estômago. Para obrigar o seu corpo a produzir o patê de fígado, a ave tem de engolir em somente alguns segundos uma tal quantidade de milho, que o fígado acaba por atingir praticamente dez vezes o seu tamanho normal, e desenvolve uma doença chamada esteatose hepática. 

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Há dias assim

Há dias assim!
Quanto mais queremos correr... mais nos falham as pernas! Quanto mais desejamos que o mau tempo desapareça ... mais ele se acumula no cimo da secretária! Quanto mais não queremos ouvir, o chefe, os colegas, o vizinho do lado, o automobilista que nos ocupa a via da esquerda... mais as suas vozes irritantes ecoam, como sinos na nossa cabeça. 
Acordamos macambúzios, mal dispostos, com o "rabo"virado para a lua, numa noite carregada de nuvens, e o dia parece uma longa maratona de desafios e problemas que nunca mais acabam. Pomos em causa o aquilo que somos, aquilo em que acreditamos, questionamos a nossa maneira de ser e culpamos o espelho pela imagem que está reflectida à nossa frente não corresponder, pelo menos naquele momento, às nossas expectativas,  sentindo-nos meio perdidos sem saber muito bem que rumo tomar. 
Mas é nesses tais "dias assim", que nos apercebemos daquilo que realmente importa...A capacidade de  dizer com a ingenuidade, simplicidade e sinceridade de uma criança, sem medos, hipocrisias ou falsidades,  o quanto gostamos de alguém ou o quanto gostam de nós! Porque a vida não tem que ser um longo e penoso percurso para se fazer sozinho.


A Imagem: Está nublada mas a mensagem não.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

O rescaldo da greve e o trabalhador Aníbal.

No rescaldo da manifestação de ontem, o que mais me meteu pena, não foram os policias que tiveram uma actuação digna e profissional, apesar de ter a certeza que muitos deles gostariam de estar no lugar dos manifestantes; não foram das pessoas que levaram com a carga policial em cima, apesar de algumas, as que não atiraram pedras, estarem lá de uma forma pacifica, ordeira e democrática, mas que nestas coisas acabam por apanhar por tabela; ou ainda daquelas pessoas que não puderam fazer greve, apesar de muito o desejarem. Não. Nada disso. 
No rescaldo da manifestação de ontem, o que me meteu mais pena, foi ouvir o nosso Presidente da República dizer que também ele num dia de greve geral, foi trabalhar e produzir para a economia do país, quando na verdade o que ele queria dizer, era que até desejava estar com os grevistas, não implicasse isso um corte de um  dia do seu magro salário e da Maria. E todos já conhecemos as dificuldades do Presidente. Sem isso, como é que ele iria conseguir governar uma casa de família o resto do mês?

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

O outro lado.

Somos aquilo que somos, um povo afável, hospitaleiro, com um dos melhores climas da Europa e uma posição geográfica invejável, com gente capaz de trabalhar sobre pressão, inventiva, pacifica e inteligente. Gente bonita inovadora.
Apesar de tudo o que se diz, (incluindo por vezes a Catirolas, no seu humor perverso)  a situação em  que actualmente, nos encontramos  é de nossa  inteira responsabilidade. Não é da Europa, da Troika, ou da descendente de Hitler que  visitou Portugal sobre forte medidas de segurança, ou não fosse Portugal um dos mais seguros países dos mundo ... 
O que está a acontecer,  é a consequência de um conjunto de má decisões pessoais e/ou colectivas, que fomos fazendo ao longo da vida e agora que estamos em dificuldades, falamos, protestamos, resmungamos, fazemos greves, muito questionáveis e pouco organizadas, que não têm a força que deveriam ter, porque estas greves convocadas pelas forças sindicais, que ainda assim não se conseguem unir, continuam a ser sinónimo de balda, e continuam a ter uma conotação altamente negativa e pouco eficiente na sociedade. Apenas servem para culpar alguém pelo que nos está a acontecer, porque a responsabilidade, quanto mais exterior for ao nosso pequeno mundo "egocêntrico" melhor. Sendo o alvo preferencial, os outros.
Tomar decisões e dar a cara por elas, ainda que estas sejam, injustas, péssimas e altamente questionáveis, sempre foi e será uma tarefa difícil e complicada. Facilmente apontamos o dedo e condenamos quem o faz, da mesma forma que não hesitamos em pedir ajuda, quando se dá uma catástrofe e nos esquecemos rapidamente, (e mais importante ainda)queremos muito que se esqueçam de nós, quando estamos economicamente numa posição favorável. Claro que por estes dias, gostaria muito que esta última situação fossemos todos nós. 

terça-feira, 13 de novembro de 2012

O Pandã de Merkel e Azevedo

Ontem foi um dia de demasiadas emoções... A visita extra-segura da Angela Merkel a Portugal, e a chegada do Vale e Azevedo, extraditado de Inglaterra.  Bem que estas duas personagens podiam ter vindo no mesmo voo, sempre faziam "Pandã". Um com vontade de ficar com Portugal como colónia Alemã, e outro com vontade de vender Portugal como colónia à Alemanha, através de um negócio obscuro mas muito vantajoso para o património Azevedo. 
Em relação ao Sr. Dr. Val Azevedo, o que mais me impressionou foi as declarações da advogada, que disse que se devia ter em conta não só o facto de o seu cliente se ter entregue de livre vontade às autoridades, quando na verdade só regressou porque funcionou o mandato de extradição português; e que os anos que ele esteve na sua residência de luxo em Inglaterra, deveriam contar como prisão domiciliária e assim sendo, fazendo diminuir os anos que faltam para cumprir a pena dos crimes de que é acusado! 
Coitadinho deve ter sofrido tanto! 
Bem que Passos Coelho podia ter aproveitado a visita de negócios da Chanceler Alemã, para trocar esta personagem pelo perdão da dívida portuguesa. Pois parece haver tanto de comum entre os dois. Não acham?



segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Onde param os cinéfilos?

Os tempos estão mesmo a mudar, no outro dia partilhava aqui no blogue uma ida ao cinema com uma sala completamente vazia, pois bem. Blogueiro que é blogueiro tem que repetir a experiência para comprovar o que vai acontecendo por aí. 

Desta vez, fui ao cinema num centro comercial bastante movimentado, fui ver o último filme do "James Bond,  Skyfall" fui num fim-de-semana, e mesmo assim a sala estava novamente vazia. Eu e o meu acompanhante fomos os únicos cinéfilos durante todo o filme. Realmente dá que pensar!... bem sei que hoje em dia, com o custo de vida e com as novas tecnologias, muitos acabam por optar pelo cinema caseiro, cortando nas actividades culturais. Atitude compressível mas triste e até deprimente, que me faz questionar, sobre o que irá acontecer a seguir, até porque se já tiveram essa experiência, o cinema em 3D, ainda é uma miragem, com um longo caminho a percorrer...por isso não creio que seja por aí, pelo menos ainda.
Tudo isto me faz sentir uma certa nostalgia e saudades da velha sala de cinema "Nina", com a lotação esgotada, em que nas grandes estreias, tínhamos que reservar os bilhetes com uma semana de antecedência, e onde na maior parte das vezes eu tinha que trocar de lugar com alguém, porque quase sempre havia um alto e cabeçudo que se sentava à minha frente, porque as cadeiras não tinham a inclinação que as dos cinemas de hoje têm e eu não cresci assim tanto quanto gostaria.


terça-feira, 6 de novembro de 2012

Os brinquedos de hoje

Acabei de completar mais um aniversário. Não tenho cabelos brancos, bem talvez um ou dois, bem escondidos, sinto-me jovem, vibrante e com alguma pedalada, seja ela de bike ou não. No entanto... ao percorrer lojas e secções de brinquedos este fim-de-semana, fiquei absolutamente de rastos, pois descobri que estou completamente desactualizada. 
Skates em miniatura para brincar e fazer manobras! (como quando se jogava ao berlinde), estojo de ciência para criar micróbios reais, (como quando se criava bichos da seda, numa caixinha de sapatos), ou packs de culinária molecular, (da mesma forma que se ia para a casa da Avó aprender a fazer merendas doces)... e outro sem fim de brinquedos mais ou menos polémicos, divertidos ou didácticos, que me fazem lembrar que realmente sou de outra época, daquela em que, passávamos mais tempo na rua do que fechados dentro de casa, e em que 90%  dos brinquedos e brincadeiras eram inventados por nós. A verdade é que assusta-me um pouco saber que, hoje em dia, atingimos quase um extremo. Os brinquedos são evoluídos e fantásticos, e tudo o que eles têm que fazer é apenas brincar, até pode ser divertido e didáctico, mas, na minha opinião, creio que é um pouco, semelhante à comida instantânea. É bonita, rápida, mata a fome, mas não tem o mesmo sabor.



sexta-feira, 2 de novembro de 2012

A dieta da Popota

Ao olhar para a publicidade da rentrée Natalícia, e apesar de achar que miúdas anorécticas com excesso de produção e pinturas de Photoshop, estejam fora de moda, a única coisa que me vem à ideia, é que depois de um ano inteiro de férias, e de, até ter deixado a Leopoldina no desemprego, a Popota já tinha tido tempo, para ir ao ginásio, fazer uma dieta e perder uns kilitos não!!? 


Imagem: Internet
Alguém se oferece para um Extreme Makeover?

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

O adeus aos bolinhos dos Santos

Daqui a um ano, do que vou ter mais saudades... não é do facto de ter perdido um feriado, que durante toda a minha existência até hoje, sempre existiu; em nome dessa palavra que serve para desculpar tudo, da austeridade, tendo a certeza que em termos económicos reais, isso não vai mudar nada.
Do que vou sentir mais falta, é de ter uma avalanche de miúdos a tocar à campainha e a entrar pelo quintal fora, a pedir bolinhos, que reavivam a tradição popular e que de certa forma acabam por estimular a economia local, levando a uma acrescida fabricação e venda de bolos, pelo menos aqui na santa terrinha, onde todos compram para dar aos garotos! É mesmo uma pena que pela ausência de feriado, isso vá acabar!!

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Direito de Antena Blogueiro

Camaradas de leitura, seguidores elitistas, companheiros de bancada... enfim amigos blogueiros, ou de outras "taras" mais profundas.
Amanhã estarei ausente, não por motivos de greve, reivindicação ou qualquer outra jornada justa e democrática, e muito menos por oposição à aprovação do Orçamento do Estado, que como todos sabem... já tem o final anunciado, e tudo o resto, a acontecer, é apenas mais um motivo para abrir noticiários e vender jornais. A verdade é que irei estar ausente porque como acontece todos os anos, no dia 31 de Outubro, amanhã é dia de aniversário, não do blogue Catirolas, mas da personagem que existe e que escreve estes disparates, que vocês vão lendo e comentando... (alguns, essencialmente aqueles que não têm juízo),  nada mais nada menos que um metro e meio, de 49 kg, por vezes de má língua mas de muita amizade e carinho. 
Porque para lá de qualquer personagem, mais ou menos fictícia está sempre alguém que existe e é real!




segunda-feira, 29 de outubro de 2012

A refundação de um Blogue

Um blogue, tal como um livro, vive de leitores, de visualizadores, ou se preferirem de seguidores. Da difícil tarefa de de comunicar, tentando chegar a determinado público, capaz de se identificar com a sua temática, identidade e conteúdo.  
Este, em particular, dirige-se a todos aqueles que conseguem perceber, de imediato, tudo o que aqui é escrito de uma forma directa, mas procura atingir, sobretudo aqueles que têm a capacidade de conseguir ver, muito para além daquilo que é escrito..., sem que para isso sejam videntes, apenas seres pensantes com vontade de ler nas entrelinhas e com capacidade para refundar, palavra por estes dias com um protagonismo e popularidade impressionantes.
Não sei se perceberam? Espero que sim!

Significado de Refundar: - Tornar mais fundo, aprofundar.






sábado, 27 de outubro de 2012

Filososfias de Sábado

A vida é um mar de emoções... 
....em que cada vez que se olha para o passado parecemos ver o areal da praia desaparecer e as mensagens escritas ficarem apenas gravadas na memória, aquelas que nos vamos lembrando, porque o tempo e a distância faz esquecer tanta coisa!!
... em cada vez que se olha para o futuro, as vagas parecem cada vez maiores e mais complicadas de ultrapassar, até para o surfista mais destemido, o pescador mais experiente, ou até para o peixinho mais afoito que viveu toda a vida no mar. 
.... e o que resta!! É um agora, complicado, difícil  pouco esclarecedor, suportado aqui e ali de bóias de apoio, compreensão e muita amizade; sustentado por pequenos pormenores, que mesmo de uma forma inconsciente nos vão servindo de colete, de protecção de porto de abrigo, para afogar as mágoas sem nos afogar nelas, porque de tudo o que existe de incerto o mais certo é termos alguém ao nosso lado, para na hora certa, nos lançar a corda e resgatar-nos do mar.  

Bom Sábado meus queridos amigos, com muita amizade!

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Queria o meu recibo de voto por favor!

Realmente é impressionante como existem tantas diferenças entre nações e povos.
Na América, em plena campanha eleitoral, uma loja de caça diz oferecer armas a quem for votar para as presidenciais, desde que apresente um recibo de voto... ora aqui está algo completamente novo para mim... e não pensem que me estou a referir às armas, se bem que oferecer armas depois de eleições, pode parecer sugestivo e dar a ideia que em caso de descontentamento existe sempre a hipótese de premir o gatilho.
Mas nesta história o insólito para mim, é o facto de os eleitores terem direito a um recibo. Desde que me assiste o direito de votar, e que eu tenha  tido conhecimento nunca tive direito a qualquer recibo, mas acho que até seria interessante, guardar o recibo de voto e até escrever em quem se votou, para depois não se "cuspir no prato que se comeu"..., claro que isso não seria muito viável, pois existe sempre a questão da confidencialidade... porque teoricamente o voto é secreto, apesar de muitos saberem que as pessoas são facilmente influenciáveis e manipuláveis, bastem serem apenas aquilo que são, pessoas, seres mais ou menos susceptíveis a sentimentos e emoções.  Mas pelo menos a parte do recibo acho que deveria ser instituído... Não concordam?!

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

O beijo de boa noite


Uma investigação britânica fez um estudo a 2000 mil casais, durante as suas rotinas de dormir, e chegou à conclusão que o tradicional beijo de boa noite pode estar em extinção. Sendo que 80% dos casais vão dormir sem um beijo de boa noite. As conclusões indicam que, com a vida e o desgaste que levamos, acabamos por ficar demasiado concentrados em querer dormir, que nos esquecemos de tudo o resto. 
Concordo com o estudo, no entanto acho que este comportamento não se deve apenas aos tempos e à correria do dia a dia, mas também à educação. Na relação que tenho com os meus familiares mais próximos, sempre que estamos juntos, nunca nos deitamos sem dar um beijo de boa noite. A verdade que é um comportamento normal, carinhoso, e muito bom, que foi passado entre gerações, "sabemos como nos deitamos mas não sabemos como, ou até se acordamos". Sem querer em entrar em teorias da psicologia social, tenho a certeza que este simples gesto, contribuí para reforçar e solidificar relações e tornar as pessoas mais sensíveis e tolerantes na sua vida com os outros. Experimentem!

terça-feira, 16 de outubro de 2012

The Morning After

Hoje acordei cheia de sono, e assim continuei dia adentro. 
Por que será que existem alguns dias em que as pernas pesam tanto e os pensamentos são leves de ideias. 

Hoje o Aeroporto de Lisboa faz 70 anos... 
Já repararam que apesar dos tempos que se vivem, existe a certeza, de que muitos de nós passaram pelo menos uma vez por ali, para viajar para qualquer lugar. 
Reflectindo sobre a data só posso concluir, que nascemos e vivemos no meio de uma geração que tornou a expressão apanhar aviões numa banalidade... ao mesmo tempo, que a insuficiência económica nos empurra para o passado e nos leva a tornar essa mesma expressão, não numa realidade actual, mas apenas  numa referência temporal.

Imagem: Internet

sábado, 13 de outubro de 2012

O Clio da bloguista parlamentar Catirolas

Meus queridos leitores fanáticos e assíduos deste blogue. (Onde é que eles andam? Quantos São?)
Eu não queria estar constantemente a falar de politica e a tornar isto num blogue temático, tendencialmente corrompido pelos pensamentos da Catirolas... mas a verdade é que todos os dias aparecem novidades. Existe tanto potencial para desbravar que não dá para resistir...por isso cá vai disto:

Não sei se ouviram ou leram esta semana, algumas declarações sobre as "montadas" das bancadas parlamentares, de uma forma geral e mais particularmente, da "pancada Socialista" (errata - bancada). Que pelo que entendi são os que têm mais carros de serviço.

A piada começou com o Sr. Zorrinho que veio lamentar-se de deixar de poder usar em serviço um BMW 5 para usar um Audi 5 porque era significativamente mais barato". (Declarações de Carlos Zorrinho)... Reforçadas pelas hilariantes palavras do Sr. Assis, que acha que seria desprestigiante ver o líder do partido socialista andar de Clio.
Alguém poderia por favor informar estes senhores que em vários países Europeus, sem buracos financeiros, os deputados deslocam-se nas suas viaturas particulares, e aqueles que não o fazem costumam optar veículos de marca ou produzidos no próprio país, para estimularem a economia local e não apenas para parecerem e ostentarem grandeza e importância.
Com tudo isto...só me resta acrescentar que este tema me magoou profundamente, pois a Catirolas desloca-se num Clio ... e não me importava nada de trocar o meu "velho" Clio, pelos novos que saíram agora, é que até estão muito fofinhos....

"O que é que acham, haverá alguma possibilidade da Renault ler o meu blogue e me oferecer um automóvel pela publicidade gratuita?" »Keep dreaming Catirolas»

Imagem: Internet










quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Erotismo político.

Ainda dizem que os Portugueses não trabalham.
O Conselho de Ministros esteve ontem reunido durante parte do dia e da noite, a trabalhar sem receber horas extraordinárias, tudo para preparar, explicar e para aprovar o tão complicado Orçamento do Estado... que irá mais uma vez, por um lado, proteger mordomias e regalias instituídas e por outro taxar o que ainda é possível, mas não pacifico de o fazer.
Orgias Ministrais à parte, sim porque 20 horas de trabalho seguidas não é de todo producente nem deve dar para mais nada.... pois nem a mestre da mais velha profissão do mundo deve conseguir aguentar 20 horas assim. A verdade é que no fim e depois da concordância orgásmica, a sensação que tenho é que estas reuniões, irão dar sempre ao mesmo lugar.


Imagem: Foto tirada pela Catirolas, lá para os lados da Golegã.

sábado, 6 de outubro de 2012

Ai!!! O 5 de Outubro...


Afinal qual o significado do  dia 5 de Outubro. 
Em que ano se deu a Implantação da República?
E foi causada pelo quê?

Não me espanta, mas desaponta-me que muitos portugueses, não saibam a resposta a estas questões e  achem que este é apenas mais um dia feliz para descontrair (prestes a ser interrompido por 5 anos), e um dia de agenda para os políticos discursarem, afinal é graças a esta data que eles, estão no poder.
Não é que eu não compreenda a ignorância histórica de algumas pessoas, pois, se reflectirmos sobre a questão... a diferença entre Reis e Governantes, sem entrarmos na questão do património histórico dos monárquicos, (alguns deles escandalosamente falidos), não é mais que um título ou um nome...onde ambos parecem continuar a ter "O Rei na Barriga", a ter vassalos, para os servir; a temer o poder da Igreja, que continua a ter uma influência preponderante; e onde o significado real do termo, "Nascer num berço de ouro", é por estes dias, o mesmo que, ser filiado num partido de preferência com preponderância no  Governo...pois garante à partida, em 99,9% dos casos um emprego decente, escandalosamente indecente!


Glossário Histórico:
Afinal qual o significado do  dia 5 de Outubro.  - Um Golpe de Estado organizado Pelo Partido Republicano Português, que destituiu a Monarquia em Portugal e implantou a República.
Em que ano se deu a Implantação da República? 1910
E foi causada pelo quê? Uma série de factores, resumidamente:
a subjugação do país aos interesses coloniais Britânicos  os Gastos da família Real, o poder da Igreja, e a instabilidade politico social....

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Humor, Ironia e má Língua da Catrirolas (correcção Catirolas)

O Cantor Canadiano Justin Bieber, que faz as delicias dos adolescentes, vomitou em pleno palco, enquanto "cantava", que é como quem diz abria e fechava os lábios por cima da gravação, durante um concerto, no passado Sábado no Arizona, Estados Unidos. 
Segundo o próprio cantor, a má disposição deveu-se a um copinho de leite que bebeu antes da actuação...
O melhor seria se tivesse bebido um "malga" de vinho antes, como fazem alguns cantores, "para afinar a voz", talvez isso não tivesse acontecido e talvez cantasse efectivamente em palco sem ter que recorrer a playback...
És tão má língua Catirolas!!



Vídeo: Internet
Se quiserem penalizar-se podem ouvir o tema todo...
Se quiserem ver só a cena do vómito, podem avançar para o minuto 2.27. (correcção 2.07
Comprova-se foi leite!

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

O Prognóstico

Desenganem-se aqueles que acham que por volta das 15h00 horas vão ouvir o Ministro das Finanças anunciar novas medidas de Austeridade. Na verdade ele vai fartar de falar, como teórico e académico que é, e no fim do discurso, que sabe-se lá quanto tempo vai demorar, não vamos perceber nada, apenas a parte do "Tamos Lixados" que intuitivamente já todos sabemos que vai acontecer. 
Esta comunicação cabe desta vez ao Ministro das Finanças e não ao Primeiro-Ministro, não por motivos de Agenda, mas sim porque desta forma, os portugueses, irão demorar mais tempo a dirigir o que vai acontecer, dado o habitual discurso pouco claro e conciso do Dr. Vítor Gaspar. Aliás foi por essa razão que uma semana antes o governo sentiu a necessidade de explicar aos Senhores da Europa, o que ia acontecer com os Escravos Portugueses, não por má vontade, como apregoam por aí, mas apenas por uma dificuldade comunicacional, acentuada pela barreira linguística.
Que medo!!

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Vai uma rapidinha?...

Não sei se é do tempo... ou de outra coisa qualquer, a verdade é que hoje estou num daqueles dias que se tivesse uma almofada Avestruz, ou Ostrich Pillow, me encostava em cima de secretária a dormir uma bela soneca, rapidinha, antes da "Chefe" chegar. 

Esta almofada, invenção de um Britânico, Ali Ganjavian, e que se inspirou nas aves que têm por hábito enterrarem a cabeça na areia, procura revolucionar o conceito de sestas cómodas em qualquer lugar. 
Não sei se a moda pega  ou não, mas a verdade é que esta almofada de cerca de 62€, vendeu 500 na primeira semana. 
Fontes de informação do centro de espionagem da Catirolas, sabem que uma centena delas foram compradas pelos deputados da oposição do Governo Português, para fazerem uma sesta nos debates preparatórios de aprovação do próximo Orçamento do Estado, principalmente na altura em que o Ministro das Finanças, Vítor Gaspar, intervir.

Imagens: Intenet








segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Canina

Já passou uma semana... mas por vezes é melhor deixar passar o tempo... porque o tempo, cura a dor, a tristeza, mas não a saudade que aumenta com o passar do tempo.

Parece incrível e até um pouco para além da realidade, mas a percepção que os animais conseguem ter sobre as pessoas, a dedicação, o carinho, a amizade, e a capacidade de entrega... é tão grande que ultrapassa largamente qualquer relação humana ... e quando o tempo se acaba e o amigo parte para o céu dos gatinhos, temos a certeza que amar um ser de outra espécie como se fosse da nossa, é uma dura, mas gratificante realidade! 

Vídeo: Canina e Bolinha.

sábado, 22 de setembro de 2012

Reflexão social

A degradação das condições de vida, é um facto cada vez mais emergente na sociedade portuguesa. E se é verdade que no tempo das nossas avós, a miséria era uma realidade assumida à nascença, muito pela ignorância e pelos antagonismos de uma sociedade, em que os ricos eram ricos e ponto final e os pobres eram realmente muito pobres. Arrepia-me ver que o que foi conseguido até aos dias de hoje, caminha para essa época, enoja-me sentir por parte da classe governativa, pouca sensibilidade, pouco senso comum e quase nenhum respeito, porque as pessoas não são números, não são experiências de laboratório, teses académicas.
Os Senhores da Troika são nossos credores, emprestam dinheiro que Portugal paga com juros, é uma transacção comercial, deverá haver respeito e regras de ambas as partes, mas isso não significa que Portugal tenha que ser escravo da Troika, nós precisamos deles, tanto quanto eles precisam de nós, e marcar a nossa posição defendo os direitos e os interesses dos cidadãos é a nossa obrigação, ou qualquer dia perdemos a nossa identidade, passamos a ser, meramente uma colónia da Europa governada pela 4 Geração de Hitler.

Imagem: Internet


terça-feira, 18 de setembro de 2012

A queda!

Por vezes, quando estamos moralmente motivados, ainda que as pernas se ressintam e o corpo acuse o nervoso miudinho, próprio de qualquer competição, por mais amadora que seja.
Quando e apesar das limitações próprias de cada um, dos medos e dos obstáculos, conseguimos fazer as subidas mais complicadas, com elegância e destreza, ultrapassamos os mais directos adversários sem possibilidade de alcance, arrasamos por entre túneis com água, rolamos por trilhos de areia, serpenteamos com orgulho, por entre eucaliptos fora do lugar e finalmente, até conseguimos fazer as descidas mais alucinantes e perigosas, sem cair...
Vem a mãe natureza, os travões da nossa bike, a nossa azelhice momentânea e aquela pedra castigadora,  lembrar-nos da pior maneira, que as rectas também podem ser perigosas... 



sábado, 15 de setembro de 2012

O comando não é meu!

Por estes dias tenho ouvido alguma publicidade ao "MEO" sobre o privilégio dos seus clientes terem direito ao canal exclusivo, 24 horas sobre 24 horas de  mais uma edição "3 temporada", da "Casa dos Degredos", prestes a iniciar e a colocar para segundo plano a novela dos problemas económicos e das discussões  políticas, que vieram substituir a temporada dos incêndios, que por sua vez, já haviam substituindo as reportagens sobre as mortes de idosos. 
Programa de "entretenimento", em tudo equivalente a cusquevilhar a vida dos vizinhos, as discussões, o ranger da cama, o arrastar da mobília, o ladrar do cão, o ladrar do próprio vizinho... e tudo o resto possível de ouvir entre 4 paredes, ou de imaginar! 
Sei que existe muita gente que vive em função daquilo que acontece aos outros, mas viver uma realidade paralela, é não viver verdadeiramente... e numa sociedade atenta, observadora e "aparentemente livre", onde tudo ou quase tudo é permitido, creio que até o entretenimento tem limites...




quinta-feira, 13 de setembro de 2012

O Déjà vu

Não é estar sempre a tocar na mesma tecla ou  estar constantemente a ouvir a mesma cantilena. Mas é que ontem, depois de ver as imagens da Assembleia da República, com as bancadas quase vazias, tive um Déjà vu, fez-me lembrar a sessão de cinema a que fui na sexta-feira passada. 
Sem me alongar sobre o conteúdo ou preferências cinematográficas. O filme era quase uma estreia, apesar de ser uma saga de mais do mesmo, a qualidade do som, da imagem eram acima da média, a sala bastante ampla e confortável, e os actores até eram velhos amigos de filmes de acção. Mas na hora de ver o filme, eu e o meu acompanhante éramos os únicos expectadores...
O nome do filme? Mercenários 2!

Imagem: Internet



quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Coisas que não entendo...

Não entendo porque de uns tempos para cá, as Escolas de Condução, optaram por ter Frota Topo de Gama, para ensinar a "malta" a conduzir, quando na realidade, apenas uma micro minoria, depois de "encartado", poderá adquirir um automóvel desse calibre, a não ser que seja um aspirante a Ministro, ou melhor, aspirante a motorista de Ministro. É que mesmo em termos de condução, um carro "Topo de Gama", difere bastante de um de gama média ou de gama baixa, eu diria que, quase que é preciso tirar novamente a carta para aprender a conduzir. 
Actualmente, lógico seria uma escola para ensinar as pessoas a andarem de transportes públicos engarrafados, sem cheirarem mal e sem perderem a paciência... 

Foto: Internet.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Não há coincidências!

Não sei se é coincidência, no dia 11 de Setembro, o Ministro das Finanças vir explicar, em linguagem económica e até meio filosófica, "num nível estratosférico", como se aniquila, os bolsos dos portugueses.  Será que depois deste tempo todo ele ainda não se apercebeu que a maioria dos portugueses, não entende nada do que ele diz?



Se olharmos com atenção, ele até é meio parecido com os seguidores da Al- Qaeda.


segunda-feira, 10 de setembro de 2012

O dilema

A vida é um estranho dilema..
Quando pensamos, que a austeridade é apenas uma palavra que passará a pertencer ao dicionário de latim, lá vem mais uma no pacote para nos "dar no pacote".
Quando temos todo o tempo do mundo para fazer o que normalmente não fazemos porque não temos tempo. Não fazemos nada.
E quando finalmente temos uns metros no quintal, para realizar aquele protejo hortícola que permitirá poupar uns "euros", nas compras lá de casa. As couves não nascem e as que nascem comem-nas as lagartas, disfarçadas de IMI.



quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Toda a verdade sobre o assalto ao membro da Troika.

Tem sido noticia e largamente comentado nas redes sociais, o assalto que o membro da Troika, O Sr. Albert Jaeger, do fundo monetário internacional, sofreu no eléctrico 28, um dos mais famosos e turísticos eléctricos de Lisboa e também um dos preferidos pelos carteiristas. Mas a verdade, e ao contrário do que tem sido noticiado, parece que desta vez o "Zé Carteirista" nada teve a ver com este assalto. Uma fuga de informação do Gabinete do primeiro-ministo, relata que terá sido um membro dos serviços secretos portugueses, a mando de Passos Coelho, com esperança de que o "Troikano" tivesse na carteira o próximo maço de notas para a ajuda a Portugal, e assim sempre poderia receber a dobrar, pois com tantas derrapagens bem falta faz. 




quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Férias virtuais

Para aqueles que não tiveram oportunidade de ir de férias, porque podiam ser despedidos; para aqueles que estão de férias forçadas, porque não arranjam trabalho; para aqueles cujo o orçamento não dá sequer quase para comprar o passe, quanto mais ir para qualquer lado; e ainda para aqueles que até puderam ir de férias, mas que pela força da vida já iam novamente.... aqui fica uma maneira interessante, "de viajar",  ir por exemplo a Paris. É quase como se estivéssemos no topo da Torre Eifell, é só carregar no link e deixar a imaginação fazer o resto.


http://www.gillesvidal.com/blogpano/paris.htm

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Tributo ao amigo

Por momentos... quando a vida faz uma pausa, maior do que aquela que estamos preparados para fazer, baixamos as defesas, olhamos ao espelho e procuramos encontrar aquele reflexo que seja mais parecido, não da forma de como os outros nos vêem, nos sentem, ou do jeito profissional como passamos a nossa imagem para os outros, mas da simplicidade e da espontaneidade daquilo realmente somos! E o espelho, não é mais que aquele amigo, que temos sempre presente no coração, ainda que por vezes a ausência e a distância nos tente enganar, ou disfarçar a imagem, o único capaz de nos ver e de nos ler, apenas com um breve olhar. Aquele com quem podemos sempre contar.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Consumo a quanto obrigas!

Somos uma sociedade consumista, estamos habituados a ter pelo menos 2 ou mais cartões de crédito na carteira e outros tantos com descontos "supostamente", em milhares de lojas pelo país, pelo mundo fora e qualquer dia até em Marte. 
Já não conseguimos viver sem cupões de desconto, deliramos com vouchers passatempos e quase matamos por promoções fora de época, atingindo o auge quando alguém nos liga para casa a insistir que naquele dia de sorte, logo nós que nunca acertamos uma, ganhámos um prémio fabuloso, que temos que ir levantar, apesar de estarmos fartos de saber que é apenas mais uma campanha de Marketing Agressivo. 
Não creio que somos ingénuos, burros ou ignorantes, bem talvez alguns o sejam, para perceber que aquilo que nos é apresentado como sendo uma vantagem imperdível, é apenas um apelo psicológico, uma forma inteligente de nos levar a pensar que é algo absolutamente necessário e que não podemos deixar passar.... No fundo, somos apenas um punhado de humanos desumanos, viciados no consumo.

Bom fim-de-semana sem excesso de consumos.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

O pior do Verão

O pior do Verão é ir passar férias para um lugar distante, a 1000 Km de casa e apercebermos-nos que mesmo ao nosso lado, está aquele nosso vizinho barulhento que não nos deixa dormir, noite após noite, com a sua voz grossa e possante num melódico ressonar; 
É tomar o pequeno almoço num hotel de 5 estrelas e ver um conjunto de pessoas que quase se matam para conseguir uma infinidade de comida, que jamais irão conseguir comer em tempo recorde, mas que tentam só porque está incluído no pacote.
Mas o pior mesmo é sentir o silêncio de uma praia maravilhosa, ser interrompido, pelo ruído de um a gravação, interpretada por alguém que acha que saber cantar é qualquer coisa que o dinheiro pode comprar.
Aqui fica a atrocidade musical como uma não inspiração de Verão.
Boas banhadas!

terça-feira, 21 de agosto de 2012

O melhor do Verão

Por estes dias quentes, não há quem não tenha ido a banhos de mar,  de piscina, de rio, de lagoa, ou como alternativa de chuveiro! 
A costa portuguesa é maravilhosa, mas uma das coisas que mais me chateia quando estendo a toalha na areia, é o lixo que os utilizadores da praia deixam, entre eles estão as beatas de cigarro. 
Muito se tem feito nesse sentido, para sensibilizar os fumadores a colocarem a cinza e as beatas em locais apropriados, já que a praia é um espaço ao ar livre e público, não se podendo por isso proibir de fumar.
Numa dessas deslocações a uma praia da zona Oeste, deparei-me com a criatividade artística de alguém, que se dedicou a colocar na chegada da praia, esta "Obra de Arte". Cinzeiros Originais e reciclados. 
Como achei a ideia tão gira e bem feita, resolvi partilhá-la aqui. Quem sabe talvez inspire outros artistas, e aspire aqueles que ainda não sabem viver em sociedade, respeitando o direito e a liberdade dos outros, porque deixar um espaço público que se usufruiu limpo, é isso mesmo.

Boas banhocas.


quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Faz-me Festas... em qualquer lado

Não sei se têm reparado, mas parece que quanto maior é a crise, maior é o crescimento de festas, para todos os estilos e gostos, por todos os recantos do país. É que para além das romarias normais, e dos Festivais de Verão instituídos no panorama cultural português, existe ainda os "Summer Fest" por tudo quanto é praias, ou se preferirem, locais de banhos pelo país fora, e ainda uma série de eventos musicais temáticos que proliferam por todo o lado. Acontecimentos, que na minha opinião, acaba por criar algum desinteresse e de certa forma até de banalizar algo, que fazia parte da mística e do encanto das férias e do Verão. O aguardar ansiosamente, pela chegada  das festas religiosas, para ouvir os grupos da terra, para andar de carrinhos de choque e de beber uns "canecos" na tasca do tio Manel... ou de juntar os trocos para fazer pelo menos um daqueles festivais de Verão que trazia os "Dinossauros da Música", e que só dessa forma, colocavam Portugal, no mapa do mundo.
Isto não quer dizer que o que existe actualmente não seja bom, ou positivo, porque cria outro tipo de oportunidades e divulga muito mais a música e a cultura. Mas não será demais?!!! 

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Toda a verdade sobre os documentos dos submarinos!

Os meteorologistas dizem que o Verão fez uma pausa de 2 dias, por aqui eu sinto que o Verão continua escaldante, então vejamos:
Alguns políticos andam a banhos pelo Algarve, coitadinhos o subsidio de férias não deu para mais, entretanto diz-se por aí que houve uma excepção, a do Ministro Miguel Relvas que resolveu dedicar-se ao estudo. De tal forma que o desaparecimento dos documentos sobre o "Caso Submarinos", foram na verdade desviados como material de estudo para a sua tese de Mestrado, de dois volumes, de três páginas cada, feita em tempo record, por um dos seus assistentes em uma semana e 2 dias... com a preciosa colaboração do Paulo Portas, sobre os temas, Como subir na carreira de Ministro, sem estudar. (1º Volume) e Como subir na carreira de Ministro, fazendo negócios desastrosos! (2º Volume). Diz-se inclusive, que já existem várias editoras interessadas em publicar o seu trabalho final como um precioso livro de auto-ajuda.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

As Olimpíadas da Catirolas

Nesta semana em que dedico o Blogue aos Jogos Olímpicos, é importante perceber porquê.
A verdade é que para além de gostar de desporto, me revejo neste evento. Porque a vida é um desafio e um constante desejo de concretização.
"Duelos" diários, que em muito se parecem com algumas das modalidades Olímpicas... correr, saltar, pular, esticar, remar, nadar, levantar, atirar... enfim... desportos difíceis,  mais ou menos violentos, individuais e/ou  colectivos, que culminam com aquela sensação de ganhar uma medalha, que poderá ser material ou não, mas com a certeza que será e terá sempre, para cada um, um significado especial.

A minha medalha de hoje: 









Um presente do Pipo, como reconhecimento de todo o amor e carinho que lhe dou.
 Sim, é mais um coelho vivo que ele trouxe para o quintal.
Próxima meta: Abrir um COELHIL

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Os Portugueses sabem Remar.

Nesta semana dedicada aos Jogos Olímpicos. Lá conseguimos finalmente uma medalha, e já viram em que modalidade?? A Remar! 
Pela primeira vez na história, somos finalmente quase campeões Olímpicos a remar.. 
Se aprofundarmos o tema filosoficamente ao jeito da Catirolas, eu diria que isto diz muito sobre a conjuntura e a própria identidade actual dos portugueses. O não deixar afundar "a canoa", remando como se não houvesse amanhã... 

Parabéns ao Emanuel Silva e Fernando Pimenta, pela excelente prova de Canoagem de K2 1000 metros. 

terça-feira, 7 de agosto de 2012

O pior dos Olímpicos

Não estou muito bem informada sobre todos os patrocinadores dos jogos olímpicos, nem sobre que tipo de  "apetrechos" existem à disposição dos atletas, na aldeia Olímpica, mas...produtos para depilação, ou para aparar jardim, talvez fosse uma boa ideia.
Claro que o mais importante é a modalidade e o desempenho de cada atleta..., no entanto existem pequenos pormenores que pela sua conotação negativa nos acabam por desviar a atenção para o que realmente interessa.
Foi o que aconteceu com a Halterofilista Australiana Seen Lee, que centrou atenções, não exactamente pelos pesos que conseguiu levantar, mas por aqueles que carregava debaixo dos braços, "metafórica mente falando"
A atleta revelou ser possuidora de uma vasta floresta debaixo dos braços.



segunda-feira, 6 de agosto de 2012

As verdadeiras medalhas

Os jogos Olímpicos estão a decorrer. Atletas de todo o mundo ultrapassam recordes, ganham medalhas, enquanto outros, ficam pelo caminho. Faz parte da competição, saber ganhar e saber perder. 
Sou uma adepta do desporto e muito me agrada ver, que cada vez mais se dá destaque a outras modalidades menos frequentes e vistas na televisão, assim como sei que nas escolas, e com merecido mérito para alguns professores de Educação Fisica, bastante se faz para promover e implementar uma cultura desportiva nos alunos, tentando motivar uma geração, maioritariamente preguiçosa e obesa, cujo o único interesse desportivo se resume, a um movimentar frenético de dedos em jogos de playstation. Por tudo isso acho que as palavras do presidente do Comité Olímpico Português, sobre o desempenho dos nossos atletas, foram bastante apropriadas, ainda que, em alguns casos, talvez fosse possível e expectável ir mais longe. Porque na verdade lutar contra barreiras burocráticas e com medidas politicas de anti-desporto, é já por si só uma grande medalha.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Verão quente

Bom dia, tenho andado ausente deste espaço, mas não distraída.
Tenho pena que tanto se filosofe e se fale nas licenciaturas polémicas, actualmente do Sr. Relvas, mas certamente que haverá outros tantos por aí, mais ou menos anónimos.
Não estando de acordo com o sucedido, ainda assim, penso que o que está realmente mal, são as leis que o permitem, o sistema em si. O Sr. Relvas, limitou-se a fazer aquilo que, o Zé Portuga tem enraizado dentro de si, contornar a questão ao seu jeito e formalizar aquilo a que todos chamam de licenciatura instantânea. A diferença é que faça o que ele fizer, aconteça o que acontecer, haverá sempre um cargo mais ou menos vistoso à sua espera, onde o desemprego será apenas uma palavra para a estatística dos outros. 

terça-feira, 3 de julho de 2012

Inglês para Deputados

Ultimamente tenho andado um pouco preguiçosa para escrever, talvez esteja a sofrer do sintoma de Veranite aguda  que contamina a blogosfera com ausência de conteúdos, ou com conteúdos pouco inspiradores ou criativos, muito bem explicado no post do blogue, do Tiago BM http://osbota.blogspot.pt/2012/07/o-verao-blogosfera-e-sua.html
Mas aqui vai disto para tentar contrariar a tendência.

Já uma vez fiz um post sobre o Inglês do nosso primeiro ministro; http://catirolas.blogspot.pt/2012/04/numa-deslocacao-ao-reino-unido-ontem-o.html
Mas ao que parece não é apenas uma pequena lacuna do Dr. Passos Coelho, a verdade é que depois de ouvir uma noticia sobre a deslocação do Ministro dos Negócios Estrangeiros, a Xangai, que entre outras coisas foi captar negócios da China para Portugal,  fiquei absolutamente convencida qual a oportunidade mais imediata, para abrir um negócio em Portugal. Um curso de Inglês para deputados. Pois foi demasiado deprimente ver e ouvir o discurso do Dr. Paulo Portas, que nem a ler um papel, provavelmente escrito e traduzido pelos secretários, se conseguiu expressar de uma forma mediana. 

terça-feira, 26 de junho de 2012

O jogo da Vaca

Portugal é um país maravilhoso, com paisagens e gente de encher o coração, simultaneamente é também uma terra de tradições... capaz de levar a malta a passar um dia inteiro, à espera que a vaca "cague", (desculpem, mas não consegui arranjar um adjectivo mais bonito para o assunto),  de preferência, dentro do quadrado que "a malta pagou", para ter direito a ela. 
Porque nestes tempos das vacas magras.... qualquer bife que venha à rede, é uma refeição garantida. 




Confuso??? Podem saber todos os detalhes do evento aqui.

terça-feira, 19 de junho de 2012

A Publicidade do Europeu

É engraçado como neste mundo em que vivemos, depressa se passa de Besta a Bestial. 

Eventos como o Europeu de Futebol, que atraem multidões em todo o mundo e que movimentam os meios de comunicação social, que só falam disso, não passam despercebidos às empresas, que nestas alturas, apostam fortemente em campanhas de publicidade; de tal forma que existem estratégias preparadas de antemão, para os vários cenários possíveis de resultados, de Portugal, ou de outras equipas, conforme o produto/ serviço que melhor se encaixe em cada caso, tendo sempre como objectivo final, levar o seu "publico alvo", a achar  que ganhou sempre com a compra, independentemente de qual for o resultado final do Europeu, que na realidade, e apesar de parecer o contrário é o que menos importa. 

Apesar da imagem continuar a ser aquilo que marca, são as performances o que melhor nos caracteriza.
Parabéns ao Ciclista Rui Costa, que ganhou a volta à Suiça em Bicicleta.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

A pausa

Normalmente, no quotidiano,  na correria do dia a dia, sem nos darmos conta, o tempo passa furiosamente! Demasiado depressa, num ciclo vicioso mais ou menos festivo, mais ou menos banal, sem conseguirmos dar tempo ao nosso ciclo normal de ser humano, (seja lá ele qual for)!
E na ânsia de querermos alcançar tudo, de concretizar os nossos sonhos, os nossos objectivos, por vezes perdemos o que realmente a vida tem de importante... o momento!

Pipo... a fazer uma pausa...

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Pessoas importantes

Por vezes encontramos pessoas profundamente vazias! 
Pobres no sentido que dão à sua vida; naquilo que pensam e dizem sem pensar primeiro no que estão a dizer, e não me refiro apenas à correcção das palavras, ou mesmo na construção da própria frase. Vazias de entendimento, de compreensão, profundamente aborrecidas na forma como andam no mundo, e não me refiro ao próprio conceito de caminhar, mais ou menos direitas, com mais ou menos pose
E por vezes encontramos pessoas que fazem a vida valer a pena cada minuto, em qualquer lugar; numa sala cheia de gente, ou num cantinho no silêncio do momento; ao perto, ou na distância, onde o simples bater do coração é a única coisa que realmente importa. E não me refiro apenas ao valor e à mecânica do próprio conceito do coração, mas sim a tudo o que o envolve, o carinho, o amor, a amizade... 

Feliz aniversário :)


terça-feira, 12 de junho de 2012

As pernas que realmente importam!

Enquanto desportivamente, o "povo" continua cego e distraído, pelo menos durante mais uma semana, com o tema futebol e com toda a importância e polémica que faz vender jornais, revistas e tudo o que mexe com este tipo de desporto. Gostava de dizer que neste momento é um português que lidera a volta à Suíça em bicicleta.
Rui Costa, é o camisola amarela. A pergunta é simples. Sabiam?
Sem qualquer reportagem, transmissão televisiva ou destaque relevante... aqui fica o "Serviço Público" Catirolas. Porque felizmente ainda existe vida para além da bola.


Tour de Suisse 2012 Etape 2 por super_hugo

Se não conseguirem visualizar fica aqui o Link
http://www.dailymotion.com/video/xrg4pn_tour-de-suisse-2012-etape-2_sport?start=22

terça-feira, 5 de junho de 2012

O Big Brother da selecção

Hoje, meus caros leitores e amigos, devo confessar que estou profundamente desapontada, triste e desiludida, com os meios de comunicação social... Pois, depois das fantásticas coberturas e reportagens pormenorizadas sobre o Estágio da Selecção, em que quase só faltava ter um daqueles canais inter-activos, tipo "Casa dos Segredos", com várias câmaras, de vários ângulos e perspectivas, para estarmos online 24 horas com os craques. Agora que os futuros impulsionadores da economia, e geradores de receitas para Portugal, "partiram", a única coisa que tivemos direito, foi, a uma reportagem da partida e da chegada do avião à Polónia,  com ligações em directo. Muito fraquinho!
Então e a parte em que eles estavam a dormir no avião, das refeições, ou de quando iam à casa-de-banho? Francamente! Depois do que nos têm habituado, não estávamos à espera de tanta falta de profissionalismo... Mas tenho esperança que haja uma franca e expressiva recuperação, com emissões exaustivas e alusivas ao tema,  durante os próximos dias com o aproximar dor primeiro jogo. 

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Traz um amigo também...

Portugal está diferente...
Nas regiões de Portugal rural, ou semi-rural, as pessoas têm que se deslocar cada vez mais longe para terem direito à saúde. A educação é cada vez mais, para quem tem poder económico e a velhice é uma realidade, que ninguém quer alcançar, com medo de ir parar a um depósitos de velhinhos.
Portugal continua igual a si mesmo...
Continuamos a adorar os deuses do futebol, de uma forma incompreensivelmente intensa,  tão frustrante como ver os valores que esta indústria move, sem nenhuma produção concreta, demasiado exagerados para os tempos que correm e que hão de correr... sendo que, no final, não haver sequer final, é uma já não, quase desilusão.
Não existe trabalho, nem perspectivas de carreira. Para muitos Portugueses, é quase o principio do fim da linha. De quem tem talento, formação, e habilitações a mais... A decadência da sobrevivência. Mas nada disso interessa, ou tem valor, porque o que continua a valer, é apenas o amigo, do amigo, que é amigo de quem é amigo, que por sorte traz um amigo também.





Porque a boa música é eterna - Bom fim-de-semana.





quinta-feira, 31 de maio de 2012

Coisas que me fazem comichão na barriga

Não sei se é por ser quem sou... a construção do meu ser, a minha educação, as minhas referências, a minha personalidade... Tudo aquilo que contribui e que continua a plantar, o meu crescimento.
Na verdade, por vezes sei que sou demasiado contestatária. Mas se algo está mal, temos o dever e obrigação como pessoas e cidadãos, de reclamar, com todos os meios que temos ao nosso dispor.
O problema é que a maioria fala, e crítica, mas tudo num ambiente louge de tasca, numa típica conversa de café... sem se dar ao trabalho de fazer algo, verdadeiramente, para mudar.
Tão irritante e ridículo, como ter vizinhos professores, com Mestrados em Educação e com crianças pequenas, e que no entanto, não sabem distinguir, o que é lixo orgânico,  do que é plásticos, cartão, ou vidro; só pode ser um acto de ignorância o facto de deitarem todo o lixo num contentor normal, tendo o Ecoponto a poucos metros.


Vou deixar esta imagem aqui, nunca se sabe pode ser que os "ditos" vizinhos venham a ler este Post. E se eu imprimir e deixar na caixa do correio???



Ecoponto  amarelo
Embalagens de plástico e metal
Depositar : garrafas e frascos de plástico (sumos, água, leite, vinho),sem tampa, não contendo produtos perigosos ou gordurosos (azeite,óleos,...) - vazios e enxaguados. 
Não depositar : Embalagens de iogurte e outros, objectos de plástico, electrodomésticos e outros objectos de metal. 


Ecoponto  Verde
Vidro
Depositar : Garrafas, frascos e boiões de vidro, vazios e enxaguados, sem tampas ou rolhas. 
Não depositar : Louça de cerâmica ou de vidro (piréx, pratos, chávenas,...) lâmpadas, espelhos. Ampolas, seringas e pára-brisas.


Ecoponto  Azul
Papel e Embalagens de cartão
Depositar : Jornais, revistas, folhetos, cadernos, papel de escrita e sacos de papel, embalagens de cartão liso, canelado e de bebidas (leite, sumo,...) - espalmados. 
Não depositar : Papeis sujos ou engordurados, guardanapos, papeis metalizados ou plastificados e envolvidos em plástico. 





sexta-feira, 25 de maio de 2012

Vamos ajudar o Banco Alimentar

Se todos nós, em qualquer momento da vida, precisamos de alguém, de uma palavra, de um carinho ou de uma amizade; existem outros, que no silêncio do roncar da barriga precisam ainda mais, e não é apenas de afecto, é também de alguma comida, para satisfazer as necessidades mais básicas do ser humano, a alimentação. 
O banco alimentar, vai estar este fim-de-semana a recolher comida um pouco por todo o país... Não é a solução para o flagelo da crise, do desemprego e da fome, mas não deixa de ser uma grande ajuda, em muitos casos, talvez a única....

...e eu lá estarei a agradecer e a recolher a vossa ajuda, algures num hipermercado da zona Oeste.