terça-feira, 14 de setembro de 2010

Figuras estilosas

A linguagem é o modo como operacionalizamos a nossa língua. É através dela que conseguimos perceber o sistema de vida de alguém. Uma força, da qual se obtém ganhos, vantagens políticas, económicas e sociais.

Não sei muito bem se o Carlos Queiroz, independentemente da sua prestação profissional e cláusulas contratuais, foi vítima de uma metáfora, ou de uma metonímia. O certo é que, cada vez mais, o que se opina por aí, muitas vezes não passa de uma hipérbole, em que cada um pensa, mas mais grave ainda, diz o que quer à sua maneira, sendo que a realidade é um show dos acontecimentos com impacto na personalização e na espectacularidade da nossa vida onde falamos todos do mesmo, mesmo nada.


Glossário:
Metáfora: figura de estilo que consiste em usar um termo ou uma ideia com o sentido do outro com o qual se mantém um relação de semelhança.
Metonímia: figura de estilo que consiste no emprego de uma palavra em vez de outra devido a uma relação de continuidade existente entre elas.
Hipérbole: figura de estilo que consiste no emprego de termos exagerados, ampliando a verdadeira dimensão das coisas

Imagem: Internet

2 comentários:

Tulipa disse...

Em relação ao Carlos Queiroz e às demais notícias, já não aguento mais tanta fantochada! :)

Catarina Reis disse...

Sim, é verdade Tulipa, fantochadas a mais.
Beijos

Publicação em destaque

Outono

Incrível!! Ainda ontem o cair da noite banhava lentamente (a passo de caracol) os nenúfares que boiavam no charco verde de águas cálidas, ...