quarta-feira, 18 de junho de 2014

Formadores de Opiniões positivas

Portugal é um país de críticos. Críticos do futebol, da culinária, da politica, dos direitos dos animais e das plantas, da arte, da música, da moda, enfim... é uma "profissão" com tal dimensão, que até já existem críticos para criticar aquilo que aqueles, que nasceram para criticar, criticam. 
Mas o que é mais curioso, não é o facto de se ser critico de alguma coisa, porque em bom rigor, "o especialista" em determinada área que o faz de uma forma objectiva com argumentos que sustentem o seu comentário, acrescenta valor e faz falta ao mundo. Mas o que acontece na maioria dos caso é que as "farpas" que se lançam na "praça pública", ultrapassam muitas vezes os limites da objectividade, onde dizer o que está mal, é o mais fácil e que dá mais gozo, esquecendo de o fazer com aquilo que está bem e são tantas, as coisas boas que se fazem em Portugal e no mundo e são tantas, as pessoas, que de uma forma mais ou menos anónima, se esforçam para mudar, ou fazer alguma coisa sem qualquer interesse pessoal ou profissional, que deveriam ser mais vezes, "alvos" dos formadores de opiniões positivas.



sábado, 7 de junho de 2014

A indiferença da cidade e a notoriedade da santa terrinha.

Por vezes se a vontade de fazer mais, melhor e de correr mais além, com uma visão que não nos é alheia, e muito menos indiferente à falta de capacidade de ler nas entrelinhas, nos coloca para segundo plano, vulnerável aos interesses e às vontades de "seres de pensamento superior", que em nada nos constroem e nos dignificam como profissionais. 
Então o que andamos a fazer e porque razão continuamos? 
Talvez porque temos paixão e muito gosto no que fazemos, sem obrigações, ou prémios monetários. Porque o que interessa são as pessoas de carne e osso, onde não existem estatutos ou carreiras egocêntricas, sentindo e realizando o valor e o papel que cada um tem na vida e na sociedade, ainda que questionável .Valorizando sem preconceitos ,tanto aquele que come o pão fresco todos os dias, sem nada  fazer para ter direito a ele, como aquele que o faz todos os dias sem o poder comer. "Retratos" que me lembram outros tempos e outras paragens, onde indiferença da grande cidade parece continuar a ser muito melhor que a notoriedade da santa terrinha. 

quinta-feira, 5 de junho de 2014

A politica do futebol e o futebol com politica = 0

Não há dúvida, Portugal está em êxtase por causa do Campeonato do Mundo de Futebol. 
Já não basta todas as reportagens à volta da partida e da chegada da selecção, do que fazem, o que comem, quando vão à casa de banho. De todas as criticas de moda à volta das barbas e dos bigodes dos jogadores, de todas as teorias e estudos sobre a lesão de Cristiano Ronaldo, e agora ainda vem Passos Coelho também entrar em campo e "chutar" a bola para o Tribunal Constitucional e assim "queimar" tempo para o jogo terminar com um resultado favorável ao Governo. 
Decididamente melhor mesmo só as analogias de Bruno Carvalho sobre as quais não vale a pena teorizar.