sábado, 29 de junho de 2013

Brincadeira com o tempo

Antigamente, as únicas festas de Verão que existiam, eram  Festas  da Vila, dos Santos Populares, ou dos Santos Padroeiros da "Santa Terrinha", agora o difícil é escolher, com tantos summer fest, open summer ou festivais de Verão, não admira que até o tempo meteorológico, fique baralhado com o que fazer com seu tempo espacial, para poder agradar meteorológicamente a tudo e a todos, enquanto ainda é tempo, de tempo bom, cheio de bom tempo no calendário.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Para os amigos especiais lá de casa.

Eles estão connosco em todos momentos, sempre. Para nos dar carinho, amor, mostrar toda a dedicação com um olhar, um abanar de cauda ou com uma lambidela. 
São como se fossem parte da família, fazendo efectivamente parte dela, e estando até mais presentes que muitos membros dessa família.
Não existe melhor terapia... que o carinho e o conforto destes nossos amigos.
Quem tem um amigo de 4 patas, jamais se sentirá só e infeliz... e tudo o que eles pedem é apenas um bocadinho de cada um de nós... não é o nosso egocentrismo, egoísmo, comodismo, ou qualquer outra palavra capaz de descrever o que existe de pior no ser humano, em oposição com o que existe de melhor no mundo animal... e amam-nos como jamais algum dia seremos capazes de efectivamente amar alguém, para além de nós próprios, com toda a ingenuidade e sinceridade do mundo...do deles e do nosso.



Vídeo: do Baú lá de casa. Protagonista: Pipo

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Quando fazer desporto se torna uma obsessão

Adoro fazer desporto. Qualquer actividade praticada, especialmente ao ar livre, me faz sentir nova, fresca e vigorante...
 Toda a vida fiz desporto,  natação, hidroginástica, aeróbica, "brincar na rua", entre outras. 
Desde que me mudei para a "santa terrinha", a minha actividade desportiva de eleição, tem sido o BTT, ainda que praticado de forma light, e muito amadora, mesmo assim, com algum mérito e sucesso nos escalões femininos nas provas onde ousei participar, tendo ficado quase sempre bem classificada (acima do meio da tabela), ... mas para além do BTT, cá por casa temos feito também Geocatching  e mais recentemente experimentamos a Orientação. 
Mas existe uma grande diferença, entre fazer desporto, de uma forma regular e saudável e fazer disso um trauma para a vida inteira, vivendo obcecado, com aquilo que se pode ou não fazer.
Neste mundo em que vivemos existem extremos para tudo, existem aqueles que passam a vida no sofá,  e  existem outros que só pensam em queimar calorias, que vivem a vida obcecados pela magreza, pela vontade de fazer exercício a qualquer custo, esquecendo que tão ou mais importante que manter a forma física é manter a forma psíquica, que no amadorismo e no senso comum, só pode resultar se o fizermos como lazer e com prazer.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Valado Sounds - Welcome Summer Fest

É nas pequenas terriolas e principalmente nestas, que as colectividades assumem um papel preponderante, como pólo de, aproximação e de dinamização cultural.
São as colectividades, que com grande esforço financeiro e muita imaginação, conseguem trazer às populações, actividades, que de outra forma não conseguiriam  ter acesso, uma vez que a distância, não só geográfica, mas muitas vezes discriminatória, assim ditam as regras.
Um bom exemplo disso é a colectividade da BIR, (Biblioteca de Instrução e Recreio), de Valado dos Frades, que tem, entre outras coisas, trazido alguma diversidade cultural, à terriola. É o caso do Festival de Jazz de Valado dos Frades, que é já uma referência nacional e internacional, ou as famosas tasquinhas da BIR, em Agosto, com uma tenda de petiscos, que promove o convívio entre os habitantes locais e o "regresso dos filhos da terra" que se encontram a trabalhar por outras paragens.

Este fim-de-semana dia 22 de Junho, o programa promete cativar um público diferente, "Valado Sounds", no parque das merendas, (junto à saída da IC9 e da A8) com abertura às 23h30 e incorporado no cartaz das festas da Vila, vai certamente pôr o Verão a mexer, onde quer que ele esteja. 

terça-feira, 18 de junho de 2013

A classe etária do quase quase.

Numa perspectiva de combater o desemprego jovem que se encontrava nos 40,7%, no primeiro trimestre do ano. O Governo decidiu simplificar o programa impulso jovem, pela via de Estágios, de incentivos à criação do próprio trabalho, ou pela qualificação profissional. De forma a integrar e envolver 120 mil jovens no programa de emprego no próximo ano.
Apesar de ser importante, existirem medidas de incentivo à empregabilidade. Estas e especificamente estas, nada garantem, nem levam ao estimulo económico, que tanto o país precisa.
Para além disso, existe um pormenor que me preocupa. Num país, onde tudo o que interessa são números e estatísticas, o que irá acontecer a estes jovens no final do programa?  Ou quando acabarem os incentivos, onde alguns destes jovens já não serão, mais jovens?
Face as previsões da lenta retoma económica, o mais provável é voltarem para o desemprego,  onde passarão a constar nas outras listas, daquelas listas de pessoas que ninguém quer saber, uma classe "especial" que fica ali no limbo, do quase quase, "onde são novos demais para se reformarem, e demasiado velhos para trabalharem".



segunda-feira, 17 de junho de 2013

O mito da barriga de cerveja

Segundo um estudo da revista Time, a barriga de cerveja não passa de um mito urbano. 
Apesar de se ter criado na sociedade, de uma forma errada, que a cerveja tem mais calorias que outro tipo de bebidas alcoólicas, isso não é verdade. Pelo contrário, existem estudos que dizem, que em certos casos e quando consumida com moderação, a cerveja ajuda até a emagrecer.
Nas bebidas alcoólicas, o que engorda é o álcool, e como a cerveja está na lista das bebidas com menor teor de álcool, logo com menos calorias em si, não é a responsável por essa barriga que, com o passar do tempo, com maior incidência no sexo masculino, começa a aparecer de forma incontrolável. 
O pior é que agora e depois de desmistificado o mito, "o estatuto de barriga de cerveja", vai deixar de ter todo o sucesso e credibilidade nesse rol de ícones que compõem a masculinidade. 

Imagem: Tirada daqui: http://cartunistaedra.blogspot.pt/2011/09/cerveja-nao-da-barriga.html
Fonte da Noticía: revista «Time

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Relações Perfeitas

As relações, sejam elas de que índole forem, são um pouco como a fruta, que se colhe da árvore, que quando é apanhada verde só vai amadurecendo e adquirindo sabor ao longo do tempo. 
Mas as relações, sejam elas de que índole forem, não são cálculos precisos, nem receitas pré-confeccionadas... cada caso é um caso, às  vezes, tal como a fruta, parece muito sã e bonita por fora, mas quando a vamos saborear, está podre e cheia de bichos, porque nunca se sabe o que acontece exactamente dentro de 4 paredes.
Dar o melhor a cada dia, aprender a conviver com as qualidades e os defeitos de todos, os nossos e os dos outros, dedicar algum tempo, paciência e amor, aprender a apreciar os momentos e deixar a vida seguir o seu percurso natural, na realidade tudo depende da capacidade de cada um, de saber amar e de saber viver, porque se é verdade que não existem pessoas nem relações perfeitas, também é igualmente verdade que do pior se destaca sempre o melhor e isso é que importante reter. 


quarta-feira, 12 de junho de 2013

A maior festa de rua do mundo

Não é por ser em Portugal, mas Lisboa é uma das cidades mais bonitas do mundo! 
A luz, a cor, as peculiaridades, as gentes, as tradições e toda uma panóplia de pormenores e de características, que me levariam páginas e páginas de blogue, não fosse tamanha dimensão e sentimento... 
Hoje é uma noite especial em Lisboa, é a noite de Santo António, o padroeiro da cidade.
Noite em que todos os bairros se juntam numa dança conjunta, perfumada pelos manjericos, pela sangria e pelo cheiro a sardinha assada. Gente genuína e animada, que recebe com alegria um banho de multidão, que se atulha e se fixa, bairro aqui, bairro ali, num verdadeiro bailarico gigante, até se acabarem as forças, ou os euros na carteira.
Que saudades da Noite de Santo António...
Na verdade, como em tudo na vida, parece que só quando estamos longe, distante, ou menos presente, é que damos o real valor, aquilo que realmente o tem.

terça-feira, 11 de junho de 2013

«Cansado de votar em coelhos? Vote num gato»

Aqui em Portugal também os há um pouco por toda a parte, políticos excêntricos, mediáticos, habituados ao protagonismo e que fazem tudo para conseguir "brilhar", no palco da sociedade, ainda que da pior maneira. Mas, Portugal ainda está muito longe de outros países, onde essa "diferença", vai mais longe: 
Todos se recordam certamente da "Cicciolina", a famosa actriz porno eleita para o Parlamento Italiano em 1987, ou mais recente o palhaço Tirica, eleito deputado federal por São Paulo.
Mas se ter no governo, pessoas com profissões mais ou menos excêntricas, já não é novidade. Então o que dizer de um Gato, para candidato. 
Na capital do estado mexicano de Veracruz, existe um gato "O Candidato Morris",  que foi lançado como candidato a presidente da Câmara da cidade de Xalapa., e ao que parece com grande sucesso, uma vez que mais de 80 mil pessoas já são suas "amigas", no Facebook. 
Slogan  e um dos vídeos da campanha, vale a pena ver.
«Cansado de votar em ratos? Vote num gato»


Com tudo isto seria impossível não nos inspirarmos para uma próxima campanha em Portugal, até porque estamos fartos de políticos sem tempero, desinteressantes e sem ideias para o país. 
Depois temos ainda a vantagem de os gatos, pelo menos o Pipo lá de casa, gostarem de caçar e de comer coelhos, quanto maiores melhores.
Slogan da Campanha...
«Cansado de votar em coelhos? Vote num gato»

Fonte e vídeo da noticia: TVI 24










quinta-feira, 6 de junho de 2013

E se subitamente começassem a chover cartas?

Enganam-se aqueles que achavam que hoje, dedicaria páginas e páginas de escrita, a instruir o Sr. Primeiro Ministro, (que afirma: "não ter medo dos portugueses"), que medo é uma coisa totalmente diferente de respeito.
Respeitar aqueles que confiaram nele para chefe do governo é tudo o que os portugueses queriam.

Sobre os encerramentos dos serviços às populações, incluindo os postos dos CTT, a visionária Catirolas já em Novembro de 2011, tinha dedicado um texto a este assunto que poderão reler aqui:
Por isso, e depois de ter visto nos últimos dia, os protestos das populações e constatar "In loco" o encerramento do posto de correio na "santa terrinha", tendo ficado agora o mais próximo, a 5Km, só me resta acrescentar,  que  o maior protesto que todos poderíamos fazer era, esquecermos os SMS e as Redes Sociais e começarmos a enviar cartas uns aos outros.  

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Poluição visual

As próximas eleições autárquicas, segundo o calendário eleitoral, estão marcadas para o dia 11 de Outubro. 
Com tantas rotações de cadeira, devido a excesso de mandatos, é natural que os candidatos se queiram dar a conhecer junto das populações, na tão aclamada "caça ao voto", e até acho bem que o façam, mas com acções de campanha concertadas, sobre os objectivos e os projectos para cada município, ainda que na maioria, e depois de eleitos, sejam esquecidas, sendo substituídas por outras, onde outros interesses, falam mais alto.
Mas de tudo isto, o que acho verdadeiramente doloroso, não só aqui na "Santa Terrinha", onde a paisagem ainda é um postal ilustrado ao vivo e real, mas por todo o Portugal fora, é o excesso de outdoors, de painéis luminosos, de cartazes e faixas, com a fotografia dos candidatos, esbanjando charme politico. 
Uma poluição desmedida, desnecessária e pouco útil, que deveria ser proibida, tal não é o desconforto visual que provoca e os danos que acarreta para a saúde, uma vez que está cientificamente provado que os elementos que compõem harmoniosamente o "espaço urbano" são um importante contributo para a tranquilidade psíquica.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Pelos direitos das ervas daninhas

Os incêndios são uma praga em Portugal, não por culpa dos incendiários, pelas altas temperaturas, ou até  por falta de meios de combate aos incêndios, mas por falta de respeito, de civismo e de cultura de preservação florestal. 
Este ano, mais do que nunca e devido ao tempo que se tem feito sentir, vai ser um ano muito complicado para os bombeiros, mal comece a época dos incêndios. O mato cresceu desalmadamente e muitos dos corta-fogos, ainda estão obstruídos pelas árvores de grande porte que caíram, na última tempestade de Fevereiro.
Os proprietários no qual se incluí o estado, não limpam os terrenos, onde as árvores de grande porte coabitam com ervas de toda a espécie, que crescem livremente juntamente com lixo alheio, sem qualquer oposição. 
No bairro onde habito, existem donos de pequenos quintais virados para a rua, que são numa escala reduzida, reflexo disso:  Proprietários de quintais, onde a erva cresce de tal forma, que chega a tapar a vista da casa dos que lá habitam, sem que os mesmos se importem com isso. 
Cidadãos profundamente sensibilizados e empenhados em defender a causa dos direitos das ervas daninhas e da manta morta. 
 
 
 

sábado, 1 de junho de 2013

Vamos ajudar

Este fim-de-semana vou dedicar, com muita alegria, mais uma vez, através de um banco de voluntariado ao qual pertenço, aqui na zona onde resido, umas horas ao banco alimentar contra a fome. 
Por mais ou menos injustiças que existam, é importante continuar a acreditar no amor das pessoas, para cuidar de outras pessoas, porque só aí reside todo o sentido da humanidade.