sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Doenças raras uma raridade ou uma realidade?

Porque nunca é demais lembrar.
Consideradas doenças raras, as doenças que que têm uma prevalência inferior a 5 em 10.000 pessoas, existem no mundo entre 6000 a 8000, afectando 40 milhões na Europa, especialmente crianças. Em Portugal, em média 5% a 6% da população poderá vir a sofrer de uma doença rara. Actualmente, estas atingem quase 800 portugueses. São sobretudo doenças crónicas, graves e degenerativas, que colocam em risco a vida dos doentes.
Estas doenças são difíceis de detectar, por não serem comuns a outras doenças e por apresentarem sintomas muitas vezes coincidentes com outras já conhecidas, acabando por em muitos casos não se fazer o diagnóstico correto da doença, o que torna mais difícil a sua cura.
Hoje é o dia Mundial das Doenças Raras, mas o mais irónico é que as doenças não são apenas raras de acordo com o que já foi referido aqui, mas são também raras, pela raridade com que  se fala nelas.

https://www.facebook.com/Rarissimas







quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

O Carnaval da vida

É oficial, estamos naquela semana em que se respira, se fala, que se vive, que só se vive para o Carnaval (pelo menos em algumas regiões que englobam aqui a santa terrinha). Mas que se é verdade que nesta época e usando uma expressão tipicamente "brasuca", é a altura de colocar o disfarce e de "soltar a franga", não é menos verdade que muitos há, que se mascaram todos os dias do ano e que nesta altura aproveitam para, quem sabe, encarnar realmente a tal personagem que são, desde que nasceram, sem falsidades ou artimanhas, apenas com uma ou outra peruca, pintura, ou indumentária mais espalhafatosa.
Por isso, quando forem neste Carnaval, "brincar ao Carnaval" tenham cuidado, pois nunca se sabe quem ou o quê, podemos encontrar do lado de lá da máscara.


quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Existem outros desportos para além do futebol, certo????

Hoje começou a volta ao Algarve em bicicleta. Com um percurso de 690 quilómetros dividido por cinco etapas, onde entre muitas estrelas, oito equipas do Pro-Tour, está também o nosso Rui Costa, actual campeão do mundo. 
Uma prova com muito interesse, mas que porque e infelizmente o que os ciclistas trazem mais parecido com uma bola, é um capacete,  não tem qualquer transmissão televisiva em directo em nenhuma TV, nem na Internet. O dorsal do Rui, é o número 50.
É de lamentar o protagonismo que em Portugal se dá ao futebol em detrimento de outro tipo de desportos, muito mais interessantes e com atletas que vestem realmente a camisola, muitos deles por conta própria. 
É de lamentar a quantidade de programas e de comentadores que existem nos canais de televisão a falarem sobre futebol... só e exclusivamente.
Existem outros desportos para além do futebol, certo????





terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Tempo para viver

Quantas vezes nos olhamos ao espelho e nos sentimos diferentes?
Aos 15 anos tudo é possível, aos 20 somos irresistíveis, aos 30 atrevidos, aos 40 destemidos, aos 50 ponderados... e aos 80 tudo o que somos é apenas tudo aquilo que gostaríamos ser: amados, acarinhados , respeitados..., pelos amigos, pela família, pela sociedade, para que todo o tempo que vivemos e aquele que ainda nos falta viver faça realmente todo o sentido. 

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

O tal lugar.

Da mesma forma que somos atraídos pela desgraça alheia, deveríamos acordar todos os dias com a mesma vontade: vontade de ser aquilo que somos, simplesmente sem filosofias ou pontos de interesse, conscientes das dificuldades que temos e que muitas vezes causamos a nos próprios e aos outros, porque se do lugar onde vivemos toda a nossa a vida, resta apenas a memória, o melhor é viver o presente e o presente será sempre aquele lugar onde estamos agora sem nunca saber verdadeiramente para onde iremos depois.  
Foto: Baú da Catirolas

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

O mar esse malandro mal intencionado

Está na ordem do dia, infelizmente, porque o inverno tem sido rigoroso e chuvoso. A verdade é que por estes dias, muito se tem falado, na imprensa escrita, na televisão, por aí e por ali,  sobre o mar (esse malandro mal intencionado), galgar e invadir a marginal, o paredão, as estradas, a areia, etc.... Mas não estaremos a olhar para o problema de uma forma menos correcta. Será que foi o mar que nos ocupou o espaço que dizemos ser nosso, ou fomos nós que durante anos invadimos o mar e que ele agora reclama apenas o que a ele pertence?
Foto: Um atrelado que deu à praia da Vieira de Leiria, devolvido pela maré.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Juanita


Hoje contamos a história de JUANITA uma gata encontrada numa garagem na Escócia, cheia de frio, que tem um chip que indica que ela foi registada em Fuerteventura, nas ilhas Canárias.
A Juanita foi levada pela família que a encontrou ao veterinário e a uma associação de protecção de gatos, e aparentemente a única coisa que tinha era mesmo frio.... e talvez saudades de casa.
As autoridades pensam que os donos terão mudado de residência para a Escócia e não actualizaram os dados da gatinha. Neste momento existe um esforço conjunto para tentar divulgar esta história e devolver a carinhosa Juanita aos seus donos. 
Esperemos que com um MIAU feliz.