sábado, 10 de janeiro de 2015

Mudanças

Mudanças... 
Abrimos a janela todos os dias e nada nos parece igual, a paisagem, o tempo, o sentimento... Mesmo naqueles lugares em que a janela dá directamente para a casa do vizinho do prédio em frente, com quem nunca falámos, mas que parece que conhecemos desde sempre, tal não é  a proximidade visual que temos dele. 
A violência e a sua magnitude ganham destaque por estes dias. Mas será que a violência que hoje reclamamos não será uma consequência de outra violência, a que em alta voz gritamos de "Liberdade", a mesma liberdade que deveria terminar onde começa a liberdade do outro? 

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Tentar

Chegámos a 2015 mais ou menos sóbrios de acontecimentos.
Não há previsões ou astros que nos digam que este vai ser aquele ano, o mais certo é existirem atrocidades e dificuldades que podemos ou não ultrapassar, conforme a nossa vontade, dedicação ou determinação.
Não existem amores perfeitos, trabalhos perfeitos, amizades perfeitas, vidas perfeitas... tal como não existem dias, semanas, meses, ou anos perfeitos,... e ninguém nos garante que a perfeição nos leve à felicidade, pelo contrário, muitas vezes são os pequenos nadas imperfeitos que nos fazem felizes, por isso em 2015 tudo o que podemos fazer é tentar!
Bom ano