quarta-feira, 26 de junho de 2013

Quando fazer desporto se torna uma obsessão

Adoro fazer desporto. Qualquer actividade praticada, especialmente ao ar livre, me faz sentir nova, fresca e vigorante...
 Toda a vida fiz desporto,  natação, hidroginástica, aeróbica, "brincar na rua", entre outras. 
Desde que me mudei para a "santa terrinha", a minha actividade desportiva de eleição, tem sido o BTT, ainda que praticado de forma light, e muito amadora, mesmo assim, com algum mérito e sucesso nos escalões femininos nas provas onde ousei participar, tendo ficado quase sempre bem classificada (acima do meio da tabela), ... mas para além do BTT, cá por casa temos feito também Geocatching  e mais recentemente experimentamos a Orientação. 
Mas existe uma grande diferença, entre fazer desporto, de uma forma regular e saudável e fazer disso um trauma para a vida inteira, vivendo obcecado, com aquilo que se pode ou não fazer.
Neste mundo em que vivemos existem extremos para tudo, existem aqueles que passam a vida no sofá,  e  existem outros que só pensam em queimar calorias, que vivem a vida obcecados pela magreza, pela vontade de fazer exercício a qualquer custo, esquecendo que tão ou mais importante que manter a forma física é manter a forma psíquica, que no amadorismo e no senso comum, só pode resultar se o fizermos como lazer e com prazer.

4 comentários:

JP disse...

Fazes muito bem Catarina....também pratico e todo o tipo. Jogo futebol, corro um pouco no parque da cidade, natação, bicicleta....tudo o que puder :)))


Beijocas

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Vengo del blog de aminhatravessadoferreira de Henrique Antunes Ferreira y me ha encantado tu Rincón; por lo cual, si no te importa, me hago seguidor de tan Mágico Espacio que es el Tuyo.
Abraços.

Unforgotten disse...

Também sou activa, sempre que posso umas corridinhas no parque são muito bem vindas, e fico nova :)

somaijum disse...

É verdade, há pessoas doentes com o "desporto", ou exercício.
Eu sou contra tudo o que se faz por obrigação. Já me tentaram convencer a ir para o ginásio, mas só o facto daquilo se tornar uma rotina (se a pessoa paga, sente obrigação de "desfrutar"), é suficiente para rejeitar.
Quando podia, andava de bicicleta e corria, quando me apetecia. Agora caminho e tenho uma elítica, mas é para quando me apetece. xD

Publicação em destaque

Outono

Incrível!! Ainda ontem o cair da noite banhava lentamente (a passo de caracol) os nenúfares que boiavam no charco verde de águas cálidas, ...