quinta-feira, 30 de junho de 2011

Educação canina para humanos

Na Travessa onde vivo quase todos os vizinhos têm cães, alguns de grande porte e enclausurados em espaços pouco apropriados para o efeito, de qualquer forma o que mais me incomoda, para além do tratamento que dão aos animais, poucos mimos, brincadeiras e atenção, é quando soltam os "pobres coitados" para uma passeio e "eles" se lembram de fazer as necessidades bem à frente do portão da minha casa, ou quando se lembram de limpar  os quintais à noite empurrando os dejectos para a via pública... deixando um rasto de bosta, e estes pequenos maus exemplos são apenas o reflexo de um pouco do que se passa por aí... Nos Estados Unidos está-se a tentar implementar uma medida que visa identificar o Cocó dos cães através do ADN e assim responsabilizar os respectivos donos, com multas que podem chegar aos 690 Euros. Sendo uma medida radical e com cariz educativo, seria bem melhor que cada um tivesse consciência que ter um animal de estimação é um compromisso para a vida; é um ser maravilhoso, que nos dá tantas coisas pedindo tão pouco em troca e que não deve ser descartado quando nos apetece, só porque já não é Natal a alguns meses, e porque agora nesta altura do ano tão apetecível para fugir de responsabilidades, a palavra abandono rima com dono.

Aqui fica uma música para recordar com alegria e com imagens de animais.
Música: Mamonas assassinas - Vídeo Youtube

4 comentários:

L.O.L. disse...

Concordo contigo Catarina. Certos donos mereciam um quilo de bosta de cão na cara como castigo de não saberem ser donos. Aliás. Nem merecem o epíteto de donos. Cambada de porcalhões. :((

Catarina Reis disse...

É verdade L.O.L, eu tenho 2 gatas e elas são umas felizardas, são tratadas com muito amor e carinho. Beijos

lampâda mervelha disse...

As minhas cadelas são peritas em fazer buracos no quintal.

Tulipa disse...

Chega a esta altura do ano e e´uma tristeza :(

Publicação em destaque

Outono

Incrível!! Ainda ontem o cair da noite banhava lentamente (a passo de caracol) os nenúfares que boiavam no charco verde de águas cálidas, ...