segunda-feira, 19 de julho de 2010

Férias, Férias, Férias

Quero espreitar pelos decotes da brisa e ressonar debaixo de uma palmeira no meio de uma ilha.
Quero rebolar na areia da praia como um croquete repenicado, snifar com prazer o cheiro húmido da maresia e deixar o mar embriagar-me com suas ondas frescas e atrevidas.
«Porquê?», pergunto-me.
Pela mesma razão com que os beijos molhados de dias secos me violentam, o trânsito me atropela, as pastas crescem como cogumelos em cima da minha secretária e o «chefe» injustamente grita comigo.
«Mas Porquê?», questiono-me.
Pela mesma forma, maneira ou sentido com que incendiava os pendentes e os que prometem ficar; arrancava a gravata oferecida pela minha sogra à dentada e sabotava as ventoinhas e parentes afastados, na ânsia de ser raptado por uma agência de viagens em falência relativa e ir, finalmente de férias para lugar nenhum… quem sabe apanhar berbigão intoxicado pelos afluentes de uma fábrica de pasta de papel.





Imagem: Internet

6 comentários:

manjedoura disse...

calma, calma está quase
só me falta esta semana

Tulipa disse...

Também quero férias! Daquelas a sério :)

ANTIFALSIDADES disse...

Estamos mesmo a precisar de férias...

Catarina Reis disse...

Eu estou de férias por isso não tenho vindo aqui todos os dias. EH!EH
Bjs

Paula disse...

Cat,

De férias? Sua sortuda :-)

Aproveita bem as merecidas férias.

Beijinhos.

Jo disse...

aiiii qu'inveja!!!! :p tb quero férias :p
Diverte-te Cat! Beijoca

Publicação em destaque

Outono

Incrível!! Ainda ontem o cair da noite banhava lentamente (a passo de caracol) os nenúfares que boiavam no charco verde de águas cálidas, ...