terça-feira, 20 de setembro de 2011

É tudo uma questão de e do Português.

Fazem-se estudos, criam-se empresas para seguirem para a frente com projectos, adjudicam-se obras, mesmo depois de pareceres pouco favoráveis, perdem-se dinheiros comunitários, imploram-se por injecções de capitais... enfim, não sou economista, não sou gestora, na verdade sou mais dada a ciências psicotrópicas, com algumas passagens pelo além, por isso perdoem-me alguma interpretação menos correcta, no entanto a notícia de ontem sobre o TGV, fez-me alargar os horizontes. Finalmente os governantes perceberam que, o melhor é abrandar o ritmo, e substituír a linha de alta velocidade para uma linha de alta prestação, em bitola europeia a uma velocidade mais baixa (seja lá o que isso quer dizer, em calão corrente). E isso sim já somos capaz de fazer. Só resta precisar daqui a quantos anos, antes de, a meio do projecto voltarem ao inicio… e ainda dizem que não se geram novos postos de trabalho.

Imagem: Internet com alguns arranjos da Catirolas

8 comentários:

L.O.L. disse...

Já me ri com a imagem do post. eheheheh. ;)

Bjos.

Lyn disse...

Ganda TGV hahaha! Gastar dinheiro do "pobo" é o que é...Kiss*

M. disse...

Vamos ver o lado positivo: o TGV não deixaria de ser uma via rápida para sair de Portugal:)

Semprábrir disse...

E é assim, como com a barragem do Alqueva: quando um dia alguém decidiu fazê-la já quase não havia alentejanos para regar e os olivais foram vendidos ao espanhóis.
Só é pena que entre estudos, avanços e recuos, já se tenha gasto o que seria suficiente para requalificar coisas como os transportes ferroviários de mercadorias e tirar milhares de camiões das estradas.
Mas isto somos nós, que de economia sabemos só o suficiente para gerir as nossas casas sem irmos à falência, a dar palpites. As grandes obras são para as grandes cabeças...

Catarina Reis disse...

Pois temos que olhar o lado positivo da coisa, seja ele qual for, obrigada a todos. Beijos

Julie D´aiglemont disse...

"Ciências psicotrópicas"?! AhAhahAhAh

manjedoura disse...

E porque não o TGV até à Ilha da Madeira.
Num País de grandes malucos, malucas ideias

Luís Coelho disse...

É só dar o dito pelo não dito e fica tudo mais igual, mas pior do que estava no antes de PPCoelho.
Apenas sabem falar de impostos e taxas cada dia mais pesadas.
Quando é que começam a ter vergonha e começam a investir no ensino e na saúde...?
Quando é que começam por igualar os salários....?
Não podem também limitar os altos salários de tantos políticos e gestores ....?

Publicação em destaque

Outono

Incrível!! Ainda ontem o cair da noite banhava lentamente (a passo de caracol) os nenúfares que boiavam no charco verde de águas cálidas, ...