sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Dias melhores

Na verdade nos próximos tempos vamos ter menos dinheiro para a nossa vidinha, não vai haver tantas prendas de Natal, vai haver menos lixo nos contentores no dia 25 de Dezembro, vamos ter mesmo que acampar nas varandas, fingindo que estamos nas Caraíbas; é verdade que o pão com manteiga e açúcar, vai substituir as bolas de Berlim, e os jantares nos restaurantes caros, se vão resumir a um dia de festa na casa da Maria e outro na casa do Manel, com aquela máxima de quem leva o quê. Talvez não seja uma vida tão fácil, tão consumista, provavelmente alguns vão mesmo passar duras e sérias necessidades, mas e diz-me a experiência pessoal, que é nos momentos mais duros que se acaba por dar valor aos pequenos nadas e de um nada reside toda a energia para alcançar a felicidade.

4 comentários:

Estudante disse...

Vamos ter de aprender a viver de outra maneira...

Gasper disse...

A mentalidade vai ter que mudar claro, mas a revolta irá certamente aumentar..

Mim disse...

Pois, mas o pior é que as férias nas Caraíbas vão continuar para uns, enquanto outros vão aprender a ser felizes na Caparica. Outros nem à Cruz Quebrada chegam...

Dom disse...

Talvez a crise tenha o mérito de incutir valores como a humildade, nesta sociedade do consumo e do desperdício... talvez seja preciso destruir tudo e voltar a erguer de novo, com bons alicerces.
Beijinho.

Publicação em destaque

Outono

Incrível!! Ainda ontem o cair da noite banhava lentamente (a passo de caracol) os nenúfares que boiavam no charco verde de águas cálidas, ...