terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Almoço da família Cecoriana

Muitas vezes perdemos tempo a justificar, aquilo que não fazemos a tempo, por falta de tempo. E quando o temos de sobra, não sabemos o que fazer a tanto e desesperamos à espera que ele passe depressa.
Eu prefiro utilizar o meu em encontros e reencontros de Natal, em qualquer altura do ano, e que comprovam que apesar das dificuldades da vida, apesar do aumento crescente da taxa de natalidade, apesar das barrigas, dos cabelos brancos, e de todo um conjunto de evoluções físicas próprias da idade, a alegria, as piadas, e mais importante, a amizade, a tradição e claro, O FAMOSO SUSPENSE mantêm-se. Ingredientes secretos que estarão certamente também nos deliciosos cozinhados da minha amiga do Bom Garfo e Boa Mesa (http://bomgarfoboamesa.blogspot.com/), mas daqueles que apenas se conseguem degustar com o coração.


1 comentário:

Luís Coelho disse...

É verdade menina. Esses alimentos que se degustam com o coração são os mais saborosos.
Nunca passam de moda e cada dia são mais finos e sensíveis.

Um conselho oportuno - saber programar o tempo e não esperar que ele passe a correr, porque isso já acontece.

Publicação em destaque

Outono

Incrível!! Ainda ontem o cair da noite banhava lentamente (a passo de caracol) os nenúfares que boiavam no charco verde de águas cálidas, ...