sábado, 16 de fevereiro de 2013

A família das formigas!

Infeliz aquele...
 "que sabe, mas que finge não saber". "Que pensa, mas que ignora os pensamentos". Que vive mas que não sabe o que é viver. 
Será que a necessidade justifica tudo? Ou será que finalmente arranjámos uma desculpa, para aquilo que não o tem, nem nunca terá?
Aquilo que fazemos, a forma como agimos perante os outros, a vida e nós próprios, depende apenas da nossa consciência e da nossa vontade...  

Hoje é um dia especial, um dia para lembrar alguém que durante anos fez parte da minha vida e que estupidamente, mais ou menos por esta altura se foi... O legado que deixou, não foram as propriedades ou os bens que provocam batalhas sem fim à vista e desunião entre irmãos... 
Para mim, o que a bela Helena de olhos amendoados deixou, para além da tonalidade do olhar, foi uma panóplia de histórias memoráveis, um infindável número de memórias e uma imensa saudade.
O que guardo comigo dos nossos dias?! Não é qualquer bem material, são lengalengas de ternura, de amor, de amizade e de muita cumplicidade. E para mim... é apenas isso que tem verdadeiramente valor, tudo o resto, materialmente falando, são apenas migalhas para as formigas comerem, antes de se começarem a "comer" umas às outras.


3 comentários:

L.O.L. disse...

Fiquei a pensar na frase "que sabe, mas que finge não saber". Quantos e quantos casos não haverão por aí de pessoas que omitem as verdadeiras habilitações só para conseguir um daqueles trabalhos cujos empregadores costumam alvitrar nas entrevistas: «você tem habilitações a mais para o cargo que quer ocupar». São infelizes estes trabalhadores mas sê-lo-iam muito mais se não tivessem ocupação alguma.

Em relação ao post em si: fico feliz por guardares as memórias imateriais. Tudo o resto "apodrece" com o tempo. Nem as formigas vão querer isso. rsrsrsrsrsrs=)))
Beijocas

Catarina Reis disse...

Nessa perspectiva, tens razão... mas serão infelizes, um pouco intelectualmente, porque lutaram por uma coisa, mas "são obrigados a fazer outra", ainda que isso os deixem menos infelizes. A vida não está fácil... Beijocas

A Tulipa Azul disse...

Bonita homenagem, o mais importante é mesmo os sentimento que ficam.:)

Publicação em destaque

Outono

Incrível!! Ainda ontem o cair da noite banhava lentamente (a passo de caracol) os nenúfares que boiavam no charco verde de águas cálidas, ...