segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Chamar os bois pelos nomes

Para além de ser segunda-feira e eu estar de bom humor, (devo ser a única)... Não sou do século passado, (bem talvez alguma parte de mim), gosto de inovações, sou a favor de mudanças e da evolução, mas meus amigos, existem coisas que são da maneira que são e que se forem de outra forma deixam simplesmente de ser aquela coisa, e passam a ser outra, perceberam??? Pois o que eu quero dizer é que uma alheira de Mirandela feita de bacalhau, ou uma Francesinha feita à base de vegetais, não é nem pode ser num caso uma alheira e noutro uma Francesinha. Seja na gastronomia, na politica ou na nossa vida pessoal/profissional, tem que se chamar os bois pelos nomes, é para isso que eles existem, os nomes e os bois também já agora.

5 comentários:

LM disse...

Eh pá, bom humor e cheia de força! É o que se quer!!!;)

Mim disse...

Pois... eu ontem ouvi qualquer coisa acerca das alheiras de bacalhau, mas não liguei.
É como um artolas lá para o Algarve que faz gelados com sabor a tudo o que lhe vem à cabeça, incluindo o dito bacalhau, sardinhas e o raio que o parta.
Ainda se inventasse um bacalhau com todos, com sabor a Vianetta, poupava-se na sobremesa. loool

Beijinho

Estudante disse...

Concordo contigo :) talvez seja preferível inventarem novos pratos e deixarem os "velhos" como estão...

Escrita Online disse...

Para quem gosta e QUER escrever:

CONCURSO ONLINE de ESCRITA.

Regulamento já disponível em: http://escrita-online.blogspot.com

Boa sorte!

Gasper disse...

Equipa que ganha não se mexe. Estou com a Estudante, inventem mas não mexam nos pratos originais

Publicação em destaque

Outono

Incrível!! Ainda ontem o cair da noite banhava lentamente (a passo de caracol) os nenúfares que boiavam no charco verde de águas cálidas, ...