quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Finalmente o apagão

Meus queridos leitores, agora que já entrámos ou vamos entrar, na era da televisão digital terrestre, (isto dito assim parece ser uma coisa de outro mundo), é tempo de repensar as vantagens de um verdadeiro apagão. Assim... quem não tem televisão paga, não comprou o dito aparelho, e não pagou uma pipa de massa, por um técnico altamente qualificado, com formação específica nessa área, para executar a tarefa complicada de ligar os cabos, que por acaso até vêem com instruções. Tem agora a vantagem de deixar de ver e ouvir os noticiários, que só falam da crise, do desemprego e de desgraças, todos os dias. Não terá que levar com as análises, contra análises futebolísticas e mais os resumos alargados; com as telenovelas da vida real, nas tardes da Júlia, da Teresa, da Conceição, e outras primas da mesma família; e mais importante que tudo, a programas de televisão disfarçados de entretenimento, que servem apenas para nos deixar mais ignorantes, e que acima de tudo valorizam o que de pior existe na existência humana. O Individualismo e egoísmo social.

3 comentários:

Anónimo disse...

Maravilhoso este texto. Continua miúda.

Luís Coelho disse...

Tem razão Catarina.
Pouco vejo TV. Revolta-me aqueles pivots a fabricarem noticias e alongarem os noticiários por 90 minutos. Haja vergonha.

Depois a programação do dia repete-se diariamente e lá vão uns prémios...
Mas o grande prémio são para esses apresentadores com salários altíssimos completamente desfasados da maioria dos portugueses.
Enfim...é o país que temos e o povo que somos...

manjedoura disse...

não podia estar mais de acordo

Publicação em destaque

Outono

Incrível!! Ainda ontem o cair da noite banhava lentamente (a passo de caracol) os nenúfares que boiavam no charco verde de águas cálidas, ...